Time Out Rio de Janeiro

Gabriela Maciel

As explosões multimidiáticas de Gabriela Maciel

Jeitinho de menina e atitude de mulher, essa artista faz parte do pool de novos talentos cariocas. Fluente em várias línguas: artes plásticas, pintura, vídeo, além de performances com música e expressão corporal. Junte toda essa explosão poliglota e você comecará a entender seu trabalho.

Gabriela Maciel começou a desenvolver seu trabalho na escola de artes visuais do Parque Lage, em 1995. Em 2000 foi expandir os horizontes na escola Saint Martins College of Art and Design em Londres. A partir daqui, Gabi conheceu a simplicidade e variação de possibilidades do trabalho com tela de proteção, que retorcidas e misturadas com missangas, plástico e tintas, davam vida às chamadas “criaturas” . As torções e criações em cima do material eram tão interessantes, que em algumas exposições foram convidados Soundartists, que criaram um fundo musical para conversar com curioso  processo de criação da artista. Posteriormente, as criaturas passaram a se chamar “Quimeras”, uma alusão aos híbridos de animais da mitologia e antiguidade. Bem como eles, as criaturas eram feitas de materiais diversos, tomando uma forma única de tecidos retorcidos e matérias agregadas.

Em 2008 Gabi foi convidada para montar uma instalação no MOMA de Xangai, e foi aqui que nasceu sua fase mais marcante: explosões.
Quando uma “quimera” 250kg de tecido, plástico e missanga estavam sendo erguidos , uma das partes caiu lá de cima, resultando numa explosão do material no chão. “ Quando vi isso acontecendo, pedi para que parassem tudo e deixassem lá o material caído porque aquilo tinha criado um resultado super interessante no chão. Era como se fosse parte da expressão da criatura, o que relaciona muito com a minha forma livre de criar, seguir o processo físico do material e o espaço à sua volta”.


A partir do incidente de Xangai, a intervenção direta na arte tornou-se um marco dessa artista irreverente, que joga, arremeça, rasga e interage de corpo e alma com sua arte. Gabi, que trabalha do seu ateliê no hypado polo dos artistas, Bhering, já expôs no CCBB, Casa França Brasil, Oi Futuro, e este mês irá expor na galeria Inox, com direito a vernissage com performance de intervenção e sinergia musical. Confira!


 

Escrito por Alice Kuntz Moura
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes