Time Out Rio de Janeiro

As melhores corridas da cidade

Coloque seu tênis e aproveite os melhores percursos para correr cidade

Parque do Flamengo - 4km
Ligeiramente melancólico! Tudo porque, aqui, aquele merecido “mergulho no mar pós-corrida”, não é uma boa ideia, por causa da poluição da água. A praia do Flamengo e o parque que se estende ao longo de seu comprimento tem cenas lindas, no entanto (ou "por enquanto", para os otimistas que apostam na despoluição da Baía), apenas para fazer exercício. Desde os primeiros raios de sol, já se vê o aquecimento para jogos de frescobol, vôlei e futvôlei, equipes de terceira idade praticando Tai-Chi-Chuan e enxames de corredores e ciclistas.

Inicie no extremo sul, no restaurante Porcão, para um pouco de inspiração, e siga a linha do caminho entre as árvores e em volta da enseada da Baía. O percurso inteiro é devidamente marcado a cada cem metros e contorna o mar com curvas bem recortadas, tornando a paisagem ainda mais interessante.

A corrida proporcionará a vista de campos de futebol e um parque de skate antes de chegar à mais bela curva: da Marina da Glória. A partir daí, você vai passar pelos barcos e pelo Memorial da Segunda Guerra Mundial com o túmulo do soldado perdido - um bom lugar para fazer uma pausa ou utilizar a "rotunda" para retornar para aonde você veio. Para não refazer exatamente os mesmos passos, há sempre a rota à beira-mar, após a Marina, que é grande o suficiente para acomodar todos no corredor: moto, tráfego e pedestres, e é um pouco mais direta (lê-se: mais curta), no caminho sinuoso do parque.

Leblon, Ipanema, Arpoador - 3,7 km

Quase tão amado quanto a Lagoa, este é o segundo percurso de corrida mais popular da cidade, e é fácil perceber o porquê: cruzar ao longo da mais bela praia urbana, junto com as pessoas bonitas que lá frequentam. Qualquer um que ainda precise de um estímulo para correr, terá toda a inspiração que precisa direto do calçadão: o desfile dos físicos esculpidos ao ritmo das ondas batendo ao lado do Atlântico.

Particularmente popular ao pôr do sol e também aos domingos, quando uma das pista de trânsito fecha, criando um espaço extra super valioso (apenas tome cuidado com o skate motorizado!). Também tem a vantagem de ter 7 km (ida e volta), que é uma boa distância para se percorrer, com a constante brisa do mar.

Lagoa - 7,5 km
O trecho clássico escolhido por muitos corredores na Zona Sul, a Lagoa é quase uma volta olímpica perfeita de 7,5 quilômetros. Uma medida boa para o exercício fazer efeito, mas sem matar você no processo. Cada intervalo de 100m é marcado no chão e assim fica fácil manter um controle sobre a distância que você já deixou para trás. O recuo do Cantagalo pode iludir e dar a impressão de que resta menos para acabar do que realmente falta. Que bom! Ameniza psicologicamente o cansaço e as calorias perdidas agradecem!

As vistas são espetaculares, o horário do pôr do sol é sensacional para correr e você consegue ver quatro bairros diferentes pelo caminho. Lembre-se, porém, de ficar sempre atento à noite, pois nem todo o percurso é bem iluminado e há relatos ocasionais de assaltos ao longo do caminho. Mas você não estará usando o seu “rolex de ouro” justamente durante sua corrida, certo?

Copacabana-Leme - 4,15 km
A paisagem, de novo, faz toda a diferença! Mas os 8,3km de extensão (ida e volta) podem assustar os corredores com menos preparo físico. Comece pela manhã, em frente ao Sofitel, perto do Forte de Copacabana, onde o sol nasce por cima do seu ombro direito e depois despeja um banho de luz solar em toda a praia. Durante o percurso, você poderá observar as idas e vindas dos vários hotéis internacionais ao longo do caminho, incluindo o suntuoso Copacabana Palace. Dependendo do dia, você pode sentir inveja ou orgulho quando passarem os cambaleantes saídos das boates em Copa, com o olhar ferido de toda aquela luz da manhã. A paz retorna ao percurso após a Avenida Princesa Isabel, de onde você pode, e deve, dar aquele belo mergulho no final do Leme, olhando os pescadores.

Praia de Botafogo e Urca “loop” - 7 km

Não é exatamente uma trilha de corrida, mas a rota “loop” da Urca é um caminho perfeito e oferece muitos estímulos visuais para o corredor que gosta de se distrair. Inicie no final da Praia de Botafogo e, embora o início pareça um pouco pesado, você vai sentir a recompensa do ar fresco da Urca, assim que descer na Avenida Pasteur. A partir daí, há duas opções, dependendo do seu nível de energia: primeiro é continuar pela pista Cláudio Coutinho, do lado esquerdo da Praia Vermelha, com 2,5 km (só ida). Esta pista de corrida fica em torno da base do Morro da Urca. Seu nível é fácil e a vista cinematográgfica, para o mar aberto, proporciona um momento de conexão muito especial com a natureza em volta. Como alternativa, um pouco antes do fim da estrada, vire à esquerda para Rua Ramon Franco, que dá acesso à Urca, onde o corredor passa pelas casas desse bairro histórico, de curiosos e moradores descontraídos. Continue até o final da rua para encontrar sua recompensa: a beira das águas da Baía de Guanabara. Já dentro do bairro, a mureta de pedra será a sua guia, e seguindo até o final, o percurso necessariamente lhe jogará nos braços da tentação local mais famosa: o Bar Urca, com suas várias delícias fritas com cerveja de garrafa, sempe geladérrima. Seja direto na sua escolha, sem remorsos: entregue-se ou acelere o passo!

Na volta, ao invés de ir pela Ramon Franco, siga reto pela mureta, curtindo mais um pouquinho a vista para a Baía de Guanabara e a Ponte Rio-Niterói sobre seu ombro. No finalzinho da rua, já saindo da Urca, o bônus: visual da pequena ponte sobre o passado pitoresco da primeira versão histórica do piscinão de Ramos, onde hoje fica uma mini-marina para os barcos de pesca. Da Avenida Pasteur, trata-se de uma linha reta novamente para voltar à praia de Botafogo, onde você pode finalmente sentar e relaxar, olhando os elegantes barcos do iate clube.

Escrito por Time Out Rio de Janeiro editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes