Time Out Rio de Janeiro

5 minutos com o Urso Everton Bonifacio

Os ursos estão devolta na cidade e vêm dando o que falar! Conheça o homem por trás da comunidade Ursos do Rio

Com festas dedicadas em uma base semanal, a cultura urso no Rio está cada vez mais popular na cena noturna carioca. Em grande parte graças a Everton Bonifácio e seu site relatando todos os acontecimentos na cidade. com uma cena aberta e amigável, os evento dos ursos vem regular acontecendo há 15 anos, muito antes do nome foi ouvido pela primeira vez na cidade. A Time Out encontrou-se com um dos fundadores e difusores da cultura aqui no Rio para descobrir um pouco mais sobre o mundo dos ursos

1. Como surgiu a idéia de fazer festas só para os ursos do Rio?
O grupo começou a se encontrar em 1997. Ninguém sabia o que era Urso naquela época, por isso um grupo de iniciados começou a se encontrar em bares. Quando atingimos massa crítica começamos a fazer festas em clubes e nunca mais paramos.


2. As festas está acontecendo por quanto tempo?
Nós fazemos festas continuamente desde 1999. É bastante tempo, né? Já passamos por diversos lugares (a maioria nem existem mais hoje). Há uns 7 anos estabelecemos residência no Espaço Marun mas realizamos eventos em outros lugares também, como o recém inaugurado Chubby Bar ou a Sauna Carioca, e mantemos todo mundo informado no nosso site ou através do Ursos.com.


3. Como você pode identificar quem é urso, para quem não sabe?
Ai Deus! Você sabe que a pergunta mais complicada de responder é essa, né? As pessoas se assumem ursos e ponto! É uma questão de identificação com o grupo. Mas, geralmente, quando falamos em urso temos a expectativa de um homem grandão, parrudo, masculino e peludo. Pode até ser baixo, mas é parrudo.


4. Qual cidade têm a melhor cena gay, o Rio ou São Paulo?
A cena noturna de SP é incomparável, muito mais profissional que a do Rio. Os serviços em geral são melhores e mesmo os clubs e bares pensam mais no conforto do cliente. O Rio é menor nesse sentido mas, por outro lado é uma cidade solar, diurna. Não há nada de realmente interessante para fazer em SP durante o dia, né? Cada uma tem seu ponto forte.


5. Existe muita homofobia ainda aqui?
Existe homofobia, mas não sei dizer se é muita. Acho meio relativo. Depende com que você está comparando. O que noto é que a homofobia esta mais velada. Não é mais considerada socialmente aceitável. Geralmente ela se manifesta abertamente através de pessoas com baixo nível educacional ou nos grupos que, por visão machista, acham que precisam se impor. Se sentem ameaçados, tadinhos!


6. Qual e o melhor bairro no Rio para os ursos?
Acho que a Zona Sul como um todo tem um ótima qualidade de vida, além de muito acesso às belezas naturais. Moro em Copacabana e não me vejo saindo daqui para outro lugar não. Uma combinação perfeita de serviços, transporte e diversão.

7. Qual e o sua praia preferida aqui?
Na verdade, eu não sou muito amigo de praia não. Cresci indo a praia quase todo dia e enjoei quando adolescente. Hoje só vou a praia para acompanhar os amigos de fora que eventualmente hospedo. Geralmente Copa ou Ipanema que são mais próximas. Uso mesmo é o calçadão para andar de bicicleta


 

Escrito por Beth McLoughlin
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes