Time Out Rio de Janeiro

The Cure

Robert Smith e Cia. voltam depois de 17 anos ao Rio com seu clima dark irresistível 

Este evento terminou

The Cure

Preço de R$ 100 até R$ 600

Data Qui 04 Abr 2013

Horário de funcionamento 22h

Buy tickets for The Cure

Avenida Embaixador Abelardo Bueno, 3401 , Barra da Tijuca

Telefone (21) 3035 5200

Estações próximas
Metrô integração Barra + táxi

Liderado pelo icônico Robert Smith, o The Cure já foi intitulado de pós-punk, neo-gótico, new-wave e pop-rock. Mas não importa do que você prefira chamá-los, os ingleses  provaram no ano passado no Reading Festival, Inglaterra, que a vivacidade e energia da banda formada em 1976 continua a todo vapor. Numa apresentação de duas horas e meia e mais de 31 músicas, o grupo teve uma participação forte e elogiadíssima no festival. 

Se Pornography (1983) marcou a mudança de trajetória do Cure, trazendo o lado mais sombrio e negro da força à tona, com letras angustiadas e melodias tristinhas, foi também um grande marco para o terreno fértil que se seguiria dali em diante, com o lançamento de hinos como "In betweeen days" e "Close to me". O The Cure voltava a sua fase mais dançante, mais parecida com o início da carreira de Smith e cia., quando "Boy's don't cry" estourava nas rádios do Reino Unido e do mundo.

Bem-sucedido ao longo de 35 anos de carreira e referência para muitas bandas como símbolo do rock alternativo e precursor do seria o gótico, o The Cure e sua aura desolée-misteriosa resgataram a fome de música e vêm lançando faixas interessantes e que ainda fazem as cabeças sacolejarem. Sem dúvida, vai ser daqueles shows com um quê de antológico, com a timidez dark e o penteado desgrenhado de Robert Smith coroando a noite. Prepare-se para cantar junto a festiva "Friday, I'm in love", a sombria "The Forest" e "Love cats". Showzão.

Escrito por Time Out Rio de Janeiro editors
Compartilhe

The Cure video

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus