Time Out Rio de Janeiro

Super 7: Pillow Talk

A Time Out Rio conversou com Michael Tello, do trio californiano - e muito bem humorado - Pillow Talk   durante a turnê brasileira do grupo. Tello conta um pouco sobre a história da banda e o que esperam dos show por aqui. Veja como foi o papo!

Lendo sobre a história da banda, parece que tudo aconteceu sem esperar. Um dia vocês se encontraram e de repente, tinham uma banda. Foi isso mesmo?
Michael Tello - Foi exatamente o que aconteceu. Sammy e eu já éramos amigos há oito anos. Aí um dia, visitando São Francisco, fui conhecer o estúdio que Ryan e Sammy tinham acabado de montar. Levando um som numa noite e no fim vimos que “Love Makes Parks” - que viria a ser nosso primeiro hit – tinha nascido.

Vocês já tocavam em outras bandas?
Todos nós já estávamos envolvido com música. Sammy tocou com artistas como Justin Martin, Dirtybird e Buzz and Fly. Eu estava trabalhando em um projeto em Los Angeles, que reunia sax, percussão, voz e teclados, e também já tinha lançado algumas coisas pela Om Records, com um toque mais latino, mais chilling. Enquanto isso, o Ryan já compunha e tocava piano e violão, desde muito antes da gente se conhecer. Muitas ideias para nossas músicas vêm desta fase do Ryan.

E quando perceberam que a coisa estava realmente dando certo?
A gente se deu conta quando tivemos que sair dos nossos empregos ‘sérios’. Eu estava dando aulas de Produção Musical para crianças e Sammy tinha um bom emprego no mercado financeiro.

Por quê `Pillow Talk`? A história é longa…resumindo, nós fazíamos uma festa todo ano com alguns amigos, onde todos nos fantasiávamos de drag queen. Uma vez, Sammy se montou de um personagem chamado Raven’ Pillow Talk e a gente nunca mais se esqueceu disso….o resto é magia. Risos.

É a primeira vez de vocês no Brasil? Conhecem algum artista brasileiro?
É a nossa primeira vez no país e estamos amando! Adoramos alguns artistas daqui, como Tom Jobim, Astrud e Bebel Gilberto, Gilberto Gil, Gui Boratto, DJ Marky e Michel Teló (brincadeira!)  - e muitos risos.

O que vocês esperam da apresentação no Rio de Janeiro? (Os rapazes tocam no Espaço Franklin nesta quinta-feira)
Provavelmente uma recepção afetiva, cheia de sorrisos nos rostos e muito rebolado. Temos alguns amigos que moram aqui no Rio e eu particularmente tenho três meias-irmãs cariocas. Já tenho um público garantido que vai assistir a gente tocar!

E depois desta turnê brasileira, qual a rota do Pillow Talk?
Depois daqui seguimos para shows em Londres, Amsterdã e Berlim.

Escrito por Amanda Scarparo
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes