Time Out Rio de Janeiro

Geração da Luz

 Vivi Seixas lança álbum metamorfoseando as músicas do pai com seu groove, tocando Raul para as novas gerações! 

É lembrando a ideia de que nada acaba tudo se transforma que podemos pensar no novo álbum “Geração da Luz”, da DJ Vivi Seixas, herdeira do mestre visionário Raulzito. Sem perder a essência das músicas de Raul, Vivi remixou onze de alguns dos clássicos do músico dando uma repaginada, um mix eletrizante que viaja através de ritmos como reggae, drum´n´bass, house e disco. Daquele jeito que quem é fã de Raul sabe bem, uma metamorfose ambulante é sempre bem vinda, já que o cara gostava mesmo é dessas misturas ousadas e livres.

Assim, na própria introdução Raul já avisa: “Eu quero uma coisa nova porque os velhos já estão fritos”. E o pedido do mestre foi atendido à altura, Vivi Seixas atualizou o que podia parecer antigo para as novas gerações. Algumas faixas são mais comerciais, outras com batidas mais undergrounds. Talvez alguns fãs mais velhos de Raul não curtam tanto, mas quem definitivamente não gostava pode muito bem passar a gostar, quem não conhece pode se encantar e por aí vai, é tudo “free”. É o encontro do antigo com o moderno e quem melhor que a própria filha de Raulzito para entrar nesse universo tão único e conseguir trazê-lo de volta? Afinal, tá no sangue e os fãs de Raul Seixas agradecem!

Mas, é importante ressaltar que essa magia toda foi possível com a ajuda de dois grandes DJ´s e produtores musicais: o californiano Mike Frugaletti e o carioca ganhador de um Grammy Latino, Plínio Profeta. Juntos o trio produziu as músicas: Introdução (com um mix de várias músicas, incluindo Plunct, Plact, Zum!), Metamorfose Ambulante, O carimbador Maluco, Rock das “Aranha”, Super-Heróis, Mosca na Sopa, Geração da Luz, Só pra Variar, Conversa pra Boi Dormir e Como Vovó já Dizia.

O grande destaque definitivamente é Metamorfose Ambulante. O remix ficou lindo, capaz de emocionar com seu começo quase transcendental, trazendo toda a liberdade musical que Raul expressava. A faixa ainda é em espanhol. Um hino para ser cantado em alto e bom som, principalmente na “sociedade alternativa”, seja esta onde for.

Geração da Luz é uma linda homenagem que confirma o talento desta DJ que começou sua carreira cedo, em 1998 na Austrália, quando se apaixonou pela “house music”. Desde então Vivi Seixas é conhecida e prestigiada na cena eletrônica. Seu som representa as fortes batidas do “house” sem perder a elegância e a versatilidade. Além de agitar algumas das melhores casas e festas do estilo, ela também é considerada uma das melhores DJ´s de acordo com a revista especializada DJ Sound Awards, onde ficou em 3°Lugar na categoria “Melhor DJ Feminino de House”.

 

Conheça um pouco mais sobre Vivi Seixas na entrevista que ela deu para a Time Out Rio!

Como você “parou” na música eletrônica?
Fui apresentada a musica eletrônica em uma viagem que fiz a Austrália em 1998. Lá me apaixonei pela House Music.

Já ouvi falar que você não gostava de tocar as músicas de seu pai em festas. É verdade?
Não... Sempre toquei um remix ou outro quando me pediam "Toca Raul".

O álbum “Geração Luz” já está pronto há quatro anos e só agora pode ser lançado. Como foi o processo de criação? Existiu algum sentimento de se sentir pronta para prestar essa homenagem?
Dependendo do BPM das " Acapellas" decidimos qual ritmo transformaríamos a musica original. Por exemplo: Rock das "aranha” por ter um bpm acelerado, virou um Drum´N´Bass. Já Metamorfose Ambulante por ser mais lenta virou um reggae, e assim por diante. Senti que estava pronta para fazer esse tributo depois que consolidei minha carreira de 7 anos na musica eletrônica. Queria ser respeitada no que eu faço primeiro, para depois tocar as musicas do meu pai.

Por que Geração Luz?
Foi uma letra de musica que meu pai compôs com a minha mãe Kika nos anos 80... Essa letra é muito especial para mim pois ela passa a bola para nós da nova geração. É como se ele estivesse falando comigo. É uma mensagem linda.

O álbum têm 11 músicas. Como foi escolher estas faixas dentro da enorme variedade de Raul Seixas. Têm alguma música ficou de fora?
Nem todas as gravadoras tinham guardadas as fotas de rolo originais, por isso não fiquei com muitas opções. Ainda tenho 10 musicas que ficaram de fora... Quem sabe no futuro um Geração da Luz volume 2 .

Na música “A Geração Luz” Raul fala “eu quero uma coisa nova”, você acha que a música eletrônica representa essa “coisa nova”?
Eu acho a musica eletrônica o Rock´n´Roll da nova geração. Só sinto muita falta de letras bacanas... Por isso, acho que as letras do meu pai só têm a acrescentar à musica eletrônica.

Você pegou as músicas de seu pai e simplesmente transformou sem tirar a essência delas. Como foi o processo de “metamorfosear” as músicas de Raul dando essa recauchutada moderna?
Fiz questão de deixar suas letras intactas, e demos somente uma roupagem mais moderna. O cd está bem variado. Têm reggae, drum´n´bass, trio hop, house e disco. Meu pai era o rei de misturar estilos e inovar!

Existem vários festivais de música eletrônica no Brasil e no mundo. Você acha que estes festivais têm um pouco da sociedade alternativa de Raul?
Totalmente! Faça o que tu queres, pois é tudo na lei! Desde que sempre respeitando o espaço do outro e vivendo dentro da sua verdade.

Raul Seixas foi um dos artistas mais visionários da música brasileira. O que você acha que a MPB herdou de Rauzito?
Nada.

Além do seu pai, o que mais influência Vivi Seixas?
Acho que um bom dj deve escutar de tudo. Gosto de musica boa! Rock´n´roll, amo blues, curto ate um forró pé de serra! Menos axé, funk e pagode. rsrsrs

Qual foi o lugar mais emocionante que você já tocou e um que você gostaria muito de tocar?
Foi o festival Toca Raul que aconteceu recentemente em SP. Toquei Raul para 22.000 pessoas. Meu recorde! Foi demais!!!

O que Vivi Seixas anda ouvindo ultimamente?
Estou apaixonada por uma banda que minha mãe Kika me apresentou chamada Morphine. São 3 integrantes, um vocalista, um baterista e um sax no lugar da guitarra! Demais, tem uma pegada de Rock com um pouco de Jazz.

Algum projeto em vista?
Estou com uma residência nova em SP num lugar chamada Ring Lounge (Jardins). Será uma quinta feira do mês, a primeira será dia 16 de Maio.

 

Escrito por Nice Jourdan
Compartilhe

Geração da Luz video

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes