Time Out Rio de Janeiro

Aleh + Samba

Depois de passar pelas bandas Black Rio e Bantus, o sambista segue agora carreira solo, com shows programados em Londres, Paris e Rio 

Sambista da gema, suingue e alto astral! São estas as qualidades imediatas transmitidas pelo som deste músico talentoso. Com passagem pela banda Black Rio, foi vocal da banda Bantus, com hits como “Fica” e “ Dona da Banca” da hilária série A diarista, da Globo.

Aleh agora carrega sua bagagem de malandragem do morro com a carioquice do asfalto e parte para carreira solo: Aleh+Samba, que terá apresentações em Londres, Paris e Rio de Janeiro até o final do ano.

Fique ligado!
Time Out Rio mergulhou no mundo do samba e trouxe para vocês um pouco dessa essência direto da fonte.

1. Qual é o seu bairro favorito no Rio?
Eu amo a rua em que moro no bairro de Laranjeiras. O Rio tem recantos como Santa Teresa, Urca, Cosme velho, Morro da Conceição e muitas "quebradas" que ainda estão para se conhecer.

2. O que você aconselharia para sambistas que estão começando aqui e querem fazer carreira?
Além de uma pesquisa musical profunda, a convivência com os verdadeiros bambas que conhecem o segredo do samba, que vai além da música... a comida, o comportamento, a filosofia do samba...

3.Onde voce vai para relaxar?
Às Paineiras. Lá, a gente vê uma perspectiva do Rio, onde a natureza engole o concreto. A praia de Itacoatiara, em Niterói... Indo de um pólo a outro, Oswaldo Cruz, uma vez por mês, no "Buraco do Galo". Local emblemático, onde vemos conservada toda a tradição do subúrbio carioca.

4. Como é a cena do samba atualmente no Rio?

Temos novos nomes surgindo, através da cena de revitalização musical que se originou na Lapa, desde o final da década de noventa. Nomes como Teresa Cristina, Moisés Marques, Casuarina, Ana Costa, Pedro Miranda e muitos outros que ainda iremos conhecer.
Na prática, a cidade oferece um circuito onde podemos desfrutar das rodas de samba que acontecem no  Clube Renascença, com o "Samba do Trabalhador", na Pedra do Sal, quase todos os dias da semana, nas feijoadas das grandes escolas Mangueira e Portela, nos sábados... e em muitas situações improvisadas pelo próprio carioca, que não precisa de muita coisa para fazer com que aconteça.

6. Qual são os melhores lugares para dançar samba atualmente?
Nestas rodas que eu citei anteriormente.

7. Qual música você escuta no momento?
O meu playlist gigantesco do Itunes. Amo a diversidade, ela nos dá possibilidades e alternativas. Atualmente tenho ouvido um sambista chamado Roque Ferreira. Excelente compositor do Recôncavo Bahiano. Fora isso, ouço tantos estilos diferentes de música que daria uma revista inteira para gente poder deslanchar.

10. Três palavras que estão no seu coração de sambista?
União, Amor e Paz.

11. Qual é a melhor coisa da Cidade Maravilhosa?
A paisagem.

12. E a pior?
A pressão socioeconômica e cultural que a cidade sofre e que gera desigualdade e, muitas vezes, violência, impedindo que se perceba com grandeza, todo esse valor que ela carrega há séculos.

13. Quais são seus planos para 2012?
Além da gravação do DVD ALEH+SAMBA, consolidar minha carreira no Brasil e no exterior.

Site
www.myspace.com/alehferreira

Onde comprar o som do Aleh
http://www.biscoitofino.com.br/bf/catalogo.php?var=aleh

Facebook
http://www.facebook.com/aleh.soul

Shows próximos:
Dia 14 de dezembro no Bar da Boa

Escrito por Time Out Rio de Janeiro editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes