Time Out Rio de Janeiro

Bike Rio

Uma bike rotativa pelas ciclovias significa alguns carros a menos nas ruas

O Rio de Janeiro pode ser a cidade maravilhosa, mas o crescente trânsito caótico não tem nada de romântico. Quando se está parado em frente a cartões postais como a lagoa, a orla ou passando por alguma das belezas naturais da cidade, o fardo do tráfego consegue ser amenizado, mas a verdade é que ficar preso dentro de um carro pode tirar qualquer um do sério.


Pensando em salvar algumas almas do confinamento dos veículos, a prefeitura do Rio, em parceria com o banco Itaú e o sistema de bicicletas SAMBA, lançou um novo sistema de bicicletas públicas rotativas.
A cidade já havia experenciado iniciativas similares, que encontraram algumas dificuldades pelo caminho em relação a quantidade de bicicletas disponíveis ou mesmo o vandalismo de usuários ignorantes.Neste verão, porém, a cidade tem presenciado pela primeira vez um projeto de mobilicidade em duas rodas com real escala e funcionalidade. O projeto apresenta uma solução para o meio de transporte de pequeno percurso, facilitando o deslocamento das pessoas dentro da cidade.


Para qualquer um que tenha um olhar mais atento, já deve ter reparado nas ordas de bikes laranjas passeando pela cidade. São surfistas, turistas, moças de vestido, executivos indo para o trabalho e todo tipo de gente que escolhe contribuir ou apenas salvar a própria pele do trânsito.“Não dá mais para ficar esperando que a prefeitura ou os outros façam alguma coisa para colaborar com o trânsito”, conta uma das usuárias do no novo sistema.
Além disso, a cidade tem feito algumas melhorias no sistema de ciclovias e promete investir no sistema. Segundo a prefeitura, o Rio conta com 250 km de ciclovia e a meta é chegar a 300 km em 2012. O Rio já é a primeira cidade do Brasil em extensão da malha cicloviária.

As bicicletas do Bike Rio estão disponíveis em 56 estações (serão 60 até janeiro), distribuídas em pontos estratégicos da zona sul ao centro da cidade.
Para participar dessa boiada, o aspirante a ciclista deve comprar um passe através do site do projeto: www.movesamba.com.br/bikerio e clicar na opção “cadastre-se”, seguido por “comprar passe” e informar o número do seu cartão de crédito.
A partir daí, pode-se ir a qualquer uma das estacões de bike e escolhe o passe que se quer usar. No valor mensal de acesso, onde é necessário um cadastro no site, o uso das bikes sai pela barganha de R$10. Já aqueles que preferem o uso esporádico, que não necessitam de cadatro, podem aproveitar as viagens gratuitas de até 60 minutos (desde que sejam realizadas com intervalo de pelo menos 15 minutos entre elas). Para viagens mais longas do que 1 hora, as demais horas são cobradas (R$5 por hora), diretamente no cartão de crédito informado.

Aproveite! Nada melhor do que pedalar por aí para interagir com a cidade maravilhosa.

Para retirar bicicletas na estação : 21 4063 3111 / 21 3005 4316 ou www.movesamba.com.br/appbikerio

Para mais informações: www.movesamba.com.br

Call Center: 21 4063 3999 / 21 - 2221 7460

Escrito por Alice Kuntz Moura
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes