Time Out Rio de Janeiro

Rio de segunda a segunda

O que fazer no Rio às sextas-feiras 

Finalmente a sexta-feira. Se sábado à noite tudo pode mudar, isso só é possível porque sexta-feira já acabou com todas as tensões da semana. É dia de aproveitar, encontrar os amigos, se divertir, paquerar e deixar a vida rolar sem estresse. Sem ter que se preocupar com o amanhã. Confira uma programação quente pra deixar sua sexta-feira ainda mais animada!

Soltar a voz
Faça chuva ou faça sol, um dos melhores dias para ir na Feira de São Cristóvão é sexta-feira. Seja para comer um delicioso Baião de dois ou uma tapioca fresquinha, a programação da feira sempre conta com os tradicionais shows de forró. Além disso, o que sempre cai bem juntamente à uma boa cachacinha são os inúmeros e animados karaokês. Eles ficam espalhados nas ruelas do pavilhão nordestino, lotado de pessoas de diferente idades e classes sociais. Se você é uma dessas pessoas que adoram programas diferentes, uma coisa é certa: a Feira de São Cristóvão é diversão garantida! A entrada da feira é R$5.

Tomar a saideira
O Comuna e o Alfa bar são um point de gente moderninha no coração de Botafogo. Bom para fazer pré, pós, durante, saideira... os dois lugares - que ficam um de frente ao outro, são sempre uma pedida. No comuna os drinks são o carro forte da casa, no Alfa é a tradicional cerveja de casco. Para aqueles que chegarem cedo, não faltarão mesas. E, pra quem chegar tarde, não tem problema, beber de pé também é uma boa ideia. A Rua Sorocaba é um desses pontos de encontros notívagos, que sempre vai ter gente para esbarrar.

Cair na balada
A Cave abriu as portas no ano passado e desde então vem impressionando aqueles que curtem uma boa balada. Com uma programação de festas, que na sua maioria são de música eletrônica, o que não falta é bass e rock. Talvez seja por isso que a boate é considerada uma das melhores da cidade. O lugar além de um pé direito alto, tem um teto que dá o maior barato com sua iluminação moderna, que muda de cor quase com as batidas. O lugar é arrumado e a galera tem estilo, por isso nem pensar em usar uma simples regata. Há quem diga que aqueles que madrugam na Cave acabam saindo de lá direto pra Praia do Arpoador, que fica logo ali ao lado.

Pra sambar
Quem curte uma boa e digna roda de samba provavelmente acha o Samba Luzia um lugar florido. Localizado próximo ao aeroporto Santos Drummond, toda sexta a casa apresenta convidados ilustres como Jorge Aragão, Moacyr Luz, Diogo Nogueira, entre outros. A roda é de samba de tirar o chapéu. Quem vai não se arrepende. A entrada é R$50.

Ouvir rock
Quem passa pela Rua Pinheiro Guimarães pode não notar um bar pequeno, quase escondido entre os prédios. O Salloon 79 é um desses lugares que ao entrar parece uma viagem pelo túnel do tempo ou de algum filme do Tarantino. Com um clima meio anos 1950 e alguns objetos bem diferentes, a casa é o lugar ideal para ouvir o bom e velho rock’n’roll. A casa é dividida em dois andares, o primeiro com shows e o segundo com sinuca e área de fumantes. A carta de drinks da casa é variada e de dar gosto (R$15 aproximadamente), mas não faltam cervejas como Heineken e Bohemia para quem não quiser se aventurar nas bebidas. A pizza e o hambúrguer também são bem cotados. Entrada R$15 a R$20. Aniversariantes não pagam.

Apreciar a bossa
No coração de Copacabana, eis que surge um bar com um histórico de boêmia, um templo da Bossa Nova. O Beco das Garrafas – Heineken acabou de reabrir as portas. Com projeto assinado pelo artista Felipe Morozini e a programação com curadoria do músico Alexandre Kassin, o lugar é uma boa pedida para ouvir música, tomar uma cerveja com os amigos e deixar a noite rolar. No line up, nomes de artistas da nova geração e uma programação quente de shows. (Para ficar ligado na programação clique aqui). Os valores dos ingressos mudam de acordo com a programação, podendo variar de R$25 a R$100 (meia-entrada e inteira)

Apreciar os borbulhantes
Próximo ao Cabaret Kalesa, localizado no coração do Centro, o Jazz in Champanheria é considerado um dos melhores happy-hours da cidade. Como o nome já sugere, o cardápio oferece algumas deliciosas opções de espumantes, champanhes, proseccos, cavas, entre outras borbulhas. Na carta, rótulos brasileiros, como Salton Evidence e Dal Pizzol Brut, além de opções de diversas regiões do mundo. Para comer, sanduíches, como o de picanha, bruschettas de figo com mel e ainda comida japonesa. E, para ouvir, o som ambiente é no ritmo da síncope do jazz. O happy-hour se mistura na noite, e dura até umas 3h da manhã. Até às 21h a casa oferece dose dupla de cerveja Budweiser.

Pra rapazes que curtem rapazes
Há alguns anos a Le Boy é ponto de encontro GLS. Com uma programação semanal quente, a boate localizada em Copacabana atrai um público gay que curte boa música. Nas sextas, os dj’s residentes Ricardo Rodrigues e P.H, animam a pista ao som de house e house electro. A entrada é R$20 homem e R$60 mulher.

Se achar na noite
A La Paz é um labirinto de pistas e andares. Localizada na Lapa, a boate apresenta uma programação quente, quase fervendo. Do bass ao rock, do eletrônico ao hip-hop, a La Paz está sempre de portas abertas para quem busca se divertir. (confira a programação – clique aqui)

Encontrar os amigos
O Famoso bar localizado no Jardim Botânico, o Rebouças, vive sempre cheio. Talvez seja culpa do garçom, que sozinho e sem perder o carisma, dá conta de todas as mesas do bar. E, apesar de cheio, é um ótimo ponto de encontro com os amigos. Além da cerveja clássica Antártica de casco (R$9), uma pedida é a porção de bolinho de camarão com catupiry (R$22) é de comer rezando.

Circo Voador
A programação pode variar imensamente. Mas, que a casa é um dos melhores lugares da cidade para sair, isso é incontestável. Seja noite de metal, afrobeat, pop ou jazz, é bem possível encontrar alguns amigos perdidos no Circo, só porque estavam passando pela Lapa. Beber uma cerveja ou comer uma pipoca do lado de fora da lona já é um passeio bacana. (Confira a programação do Circo aqui). Os ingressos variam de R$25 a R$200 de acordo com o show.

Le Boy: Rua Raul Pompéia 102, Copacabana. Tel: (21) 2513-4933
La Paz: Rua do Rezendo, Centro. Tel: 2509-2403
Jazz in Champanheria: Rua Sacadura Cabral, 63. Saúde. Tel: (21) 7891-0771. Segunda a sexta, de 17h às 3h.
Feira de São Cristóvão: Campo de São Cristovão - São Cristovão. Tel: (21) 2580-5335
Saloon 79: R. Pinheiro Guimarães, 79. Botafogo.
Beco das Garrafas – Heineken: Rua Duvivier, 37. Copacabana.
Samba Luzia: Avenida Almirante Silvio de Noronha, 300. Ao lado do Aeroporto Santos Dumont. Tel: (21) 2508-5600
Cave: R. Francisco Otaviano, 20. Copacabana. Tel: (21) 2522-5663
Circo Voador: Rua Arcos – Lapa. Tel: (21) 2533-0354
Comuna: Rua Sorocaba, 585. Botafogo. Tel: (21) 2225-0362
Rebouças: Rua Maria Angélica, 197, Loja 2. Jardim Botânico. Tel: (21) 2286-3212
 

Escrito por Time Out Rio de Janeiro editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes