Morro da Babilônia

Vista do topo mostra a cidade em nova perspectiva 

Um dos  reflexos da pacificação das favelas, além da visível segurança na cidade, foi a reconquista do acesso aos morros, na maioria interditados pelo tráfico.

O morro Chapéu Mangueira, a onde fica a comunidade da Babilônia, é uma dessas joias da cidade! De um lado, Copacabana, e do outro lado uma trilha, debruçada para a Urca.

O acesso é através da zona militar, que mais parece uma vila portuguesa parada no tempo e afastada da cidade, tornando-se assim parte do passeio.

Basta subir a ladeira em frente à estação Cardeal Arcoverde, em Copa, e apresentar um documento de identificação para o soldado de plantão na entrada da guarita militar. De lá, é só seguir a ruazinha de paralelepípedo em meio às casas dos milicos até chegar ao início da trilha do Morro da Babilônia.

Não é necessário ir com  guia, mas convém! Pois ele tornará toda a experiência mais segura e sem deslizes pelo caminho. Luiz, nosso guia do Rio Trilhas (www.riotrilhas.com.br) foi nosso capitão do mato.

O outro acesso é pela própria comunidade do morro da Babilônia, cuja entrada fica atrás do Leme. Novamente, a trilha não requer talento tampouco habilidade, mas para dar o clima, vale um acompanhante local. A dica aqui é contactar a própria cooperativa do morro, a Coopbabilônia, que disponibiliza um guia para acompanhar o passeio até o topo da mata.

A vista dispensa comentários. Lá em cima, na pedra, tem uma bela clareira e um espaço enorme para sentar e observar a vista para o Flamengo, de um lado, a praia Vermelha de outro e um ângulo inusitado do Pão de Açúcar. Com certeza, você terá uma nova perspectiva da cidade.

A cooperativa da Babilônia também está realizando um importante trabalho de reflorestamento da mata, que até anos atrás estava totalmente careca. Então, além da vista, a trilha ainda é cheia de árvores nativas da mata atlântica, com muito ar verde durante o exercício de subida.

É no meio da cidade, mas ao mesmo tempo parece que você está bem longe de casa. Na onda da revitalização do morro, César, que também trabalha na cooperativa, abre as portas da casa dele, com uma vista linda de Copacabana, para servir feijoada!

Ele recebe grupos de, no mínimo, 20 pessoas, para servir um buffet completo de feijoada caseira, por R$30 por pessoa. Bebidas são à parte e o pagode também pode fazer parte dessa festinha, quase particular. Para reservar essa delícia, é só ligar para César, nos números (21) 7879 6319 ou (21) 2530 2506.

Escrito por Alice Moura e Doug Gray
Tags: 
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2014 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.

/* Place this code at the bottom of your website HTML */