Time Out Rio de Janeiro

Sítio Roberto Burle Marx

Os jardins verdes de Burle Marx são um paraíso para os amantes da botânica e uma peça chave para entender o reconhecimento da paisagem do Rio pela UNESCO  

Sítio Roberto Burle Marx

R$10

Somente dinheiro

Horário de funcionamento Ter-sab, 9h e 13h30. É preciso agendar visitação.

Sítio Burle Marx
Estrada Roberto Burle Marx Rio de Janeiro state, Rio de Janeiro, Zona Oeste

Telefone (21) 2410 1412

Site de Sítio Roberto Burle Marx

Roberto Burle Marx pode ter falecido em 1994, no auge de seus 85 anos, mas seu legado permanece por toda a cidade, por onde implementou sua arte botânica inconfundível. Considerado o mais influente artista paisagístico da história do Brasil, uma das marcas registradas de Marx ainda pode ser encontrada ao redor do Aterro do Flamengo e no Jardim Botânico da cidade.

Hoje, o Sítio Roberto Burle Marx, em Guaratiba - há uma hora a oeste do Rio, é um dos maiores legados do paisagista na cidade e do próprio Brasil. Marcado por 365 mil metros de terra que abrigam cerca de 3.500 espécies diferentes de plantas incluindo uma antiga plantação de bananas que ele comprou junto ao irmão em 1949, todas doadas ao governo e à população, enquanto ele ainda morava lá.

Uma equipe de 18 jardineiros cuida com primor dos canteiros desenhados por ele, replantando gradualmente as plantas e no projeto original deixado. Uma das características dos jardins de Marx é a ausência de flores, uma estratégia para manter o estilo durante as mudanças sazonais. No lugar delas encontram-se todos os tipos de bromélias, gramíneas e palmeiras. Estas, que seguem até a casa principal, perfeitamente mantida como foram deixadas pelo proprietário.

Na sala de jantar principal (Marx também era considerado um chef bastante talentoso) ele realizou jantares beneficentes em prol da arte no Rio. Outro ponto principal da casa é a imponente sala de música. Duas portas enormes de madeira de igreja marcam a entrada, tão grande para um prédio de apenas um andar. Por isso, teve que ser construído outro, onde se encontra uma vasta coleção de Arte Naif, assim como várias pinturas e esculturas do paisagista.

Mais acima na encosta está o antigo estúdio de Marx, agora uma galeria - que passou recentemente por uma reforma, mas que apesar disso ainda possui uma atmosfera bem próxima do que era. Recriada pedra por pedra de um prédio que o paisagista cobiçava na Praça Mauá, as janelas são voltadas para os mangues, e na varanda está última escultura, inacabada, o último trabalho que artista fez antes de morrer.

Burle Marx foi um homem que nunca se casou e nem teve filhos. Ele representa uma força criativa na história da arte carioca, dirigida por um precoce interesse pela arte e a botânica, principalmente a partir de sua visita ao Jardim Botânico de Berlim.
 

18 Set 2013.

Escrito por Doug Gray
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus