Time Out Rio de Janeiro

Flow & Zeo

Juntos há onze anos, casal de DJs participa ativamente da cena eletrônica do Rio

 O que a música uniu, as festas não separam… juntam ainda mais! Para os DJs Marian Flow & Zeo, casal clássico das pistas, esse parece ser o lema da união. Eles se conheceram em 1999, quando Zeo estava divulgando um evento  que produzia na porta da faculdade de marketing da Marian. Rolou aquele “papo vai, papo vem”, e só. Se foi amor à primeira vista ou uma conjuntura astral do céu de touro com lua em peixes, vai saber! Mas que teve um empurrãozinho do destino… ah, teve! Eles começaram a namorar alguns meses depois, durante um festival de música eletrônica na Chapada Diamantina, Bahia. Naquele momento, começou uma conexão que dura 11 anos e que já botou gente pra dançar no Brasil e no mundo – seja house ou techno. Já são mais de mil festas no currículo. Na carreira e no relacionamento, a dupla comprova: “all we need is Love!”


"Estamos a maior parte do tempo juntos, trabalhando, namorando, viajando… Procuramos separar um pouco o lado profissional da vida pessoal, mas como somos muito ligados ao trabalho e amamos o que fazemos, acaba se misturando bastante. O fato de nos dedicarmos juntos alimenta ainda mais o nosso casamento", afirma Zeo.


A decisão de abandonar suas carreiras paralelas para se dedicar à música foi conjunta. Ele era sócio de um escritório de advocacia, ela trabalhava com marketing em empresas. Em meados de 2000, quando as raves começaram a se proliferar em diversos sítios em Vargem Grande, aqui no Rio, acontecendo em paralelo com uma média de quatro, cinco festivais por ano, eles já estavam dominando as caixas. Depois vieram as festas indoor, os mega eventos. A dupla sempre se manteve nos lines, tocando progressivo em tempos de full on, e por aí vai.


"Os estilos vão se misturando e evoluindo naturalmente. Hoje em dia está cada vez mais difícil “rotular” as músicas, que tem produções boas em todos os estilos. Fazemos muita pesquisa musical para estarmos sempre atualizados e prontos para tocar em qualquer tipo de evento. Mas o feeling da pista é muito importante para se ter o retorno– conta a dupla que busca trazer referências dos tours pela Europa.


E foi lá no velho continente que eles fizeram o set mais memorável de sua carreia. Na Love Parade 2007, em Berlim, na Alemanha, eles tocaram para mais de um milhão de pessoas.
- Foi uma experiência única ver uma cidade inteira organizada para um evento de música eletrônica. A energia era contagiante, muita gente vibrando livre pelas ruas, penduradas no sinal de trânsito, dançando em cima de monumentos. Lá o eletrônico está enraizado na cultura, o público é mais velho, o comportamento e a atitude são diferentes. No Brasil, o público é mais jovem e está em constante crescimento. É um país enorme, com uma grande diversidade cultural e musical – compara.


Marian & Zeo acompanharam o crescimento da cena desde os primórdios tempos de privates e percebem que o Rio deu uma boa engrenada nos últimos anos. E eles não fazem mea culpa: comandam a agência Tropical Beats promovem festas como a noon, que acontece nos próximos dias 21 2 28 de janeiro; produzem hits no home studio, além de dedicar o tempo ao casamento.

- Gostamos de jantar fora, ir ao cinema e, de vez em quando, vamos a festas de amigos sem o case, só para curtir mesmo. Adoramos dançar! No geral somos caseiros, gostamos de tomar um bom vinho, receber os amigos em casa para um churrasco… Uma vida bem simples e deliciosa! – conta Marian.


A trilha sonora para esses momentos tem referências em diversos estilos. No eletrônico, Soul Clap, Tanner Ross, Deniz Kurtel, Art Department, Maceo Plex e Wolf + Lamb. No Ipod toca de Radiohead, Depeche Mode, Portishead, Joy Division, New Order a Bob Marley, Pink Floyd, The Doors e Beatles. E a música que embala o romance, qual é?
- Without you, do Art Departament, e Fables and Fairytales, de Deniz Kurtel – revela Zeo.


O amor é lindo ou não é!?!?
 

Escrito por Bruna Velon
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Hair & Beauty 2016

Boulevard Olímpico

Baixo Suíça reabre com tecnologia para deficientes