Time Out Rio de Janeiro

Coccinelle

Bistrô francês com influência japonesa, em pleno centro do Rio

Coccinelle

Preço de R$ 18 até R$ 49

Horário de funcionamento Seg-Sex 11h30 - 19h Sáb 11h30 - 17h30

Travessa do Comércio, 11, Centro

Telefone (21) 2224 8602

Estações próximas
Metrô Carioca

Site de Coccinelle

Em uma das áreas mais charmosas da cidade, o restaurante Coccinelle fica na Rua do Comércio, no historico Arco do Telles. Ao lado do Paço Imperial e no coração do centro do Rio, este restaurante chegou para preencher a necessidade de lugares mais elaborados para o almoço durante a semana. Casual e ao mesmo tempo sofisticado, este bistrô é uma mistura equilibrada entre culinária francesa e influência japonesa. Fácil de entender: Yves é francês, e morou 9 anos no Japão, aonde conheceu Maya, sua esposa japonesa também conhecida por aqui de Madame Coccinelle.


Maya trabalhava com culinária na indústria de eventos para marcas de luxo na Asia como Chanel, Maserati entre outras e o bom gosto desta época reverbera em cada detalhe cuidadoso do seu restaurante: da decoração minimalista, à música , iluminação e o atendimento.
Yves se encantou pela cidade após ter passado alguns carnavais aqui, e foi assim, meio no “feeling” que eles escolheram o Rio para concretizar essa idealização única.
O logotipo de joaninha, Coccinelle em francês , expressa muitos dos valores do restaurante: sorte e proximidade com a natureza. Aqui todo material é reciclado (papelão, vidro, plástico), as madeiras utilizadas são de demolição e as cadeiras são antiguidades reformadas. As receitas são sustentáveis, ou seja os fornecedores são todos de fazendas e sítios da região, fazendo com que os alimentos sejam frescos e locais, sem passar pela geladeira.


Aqui também há sempre a preocupação com ingredients saudáveis e a maioria dos produtos aqui é orgânica.
Os pratos são servidos na forma de bentô, que é a bandeja de almoço montado servida no Japão para os trabalhadores. “A elaboração dos ingrediantes é francesa e o cuidado com o preparo, as cores, a apresentação e todos os detalhes é japonês”, explica Yves.

Madame Coccinelle, à frente dos bentôs faz uma verdadeira construção nas bandejas, com potinhos, cores, texturas, formas, como se estivesse pintando uma tela.
Na chegada da bandeijinha de bentô à mesa, talvez fique mais fácil entender porque os japoneses são em maioria, magrinhos….Portanto não vá a este restaurante com muita fome! Cada porção que compõe a bandeja é tão elaborada quanto pequena. Ideal para um almoço de negócios aonde o foco não esteja na comilança.


As sugestões vão desde combinações de bentô como salmão marinado, gazpacho de tomate com hortelã (R$ 30) até uma versão mais “brasileirinha” (apesar de chamar Bentô Jean Pierre) de Steak com molho bourguignonne e batatas fritas caseiras, acompanhados do gazpacho de tomate com hortelã ($42)
As bebidas também perseguem a boa alimentação: chá verde japonês de hibiscus, chá preto e mate (R$5). Para quem prefere visitar a carta de bebidas, o menu é composto por vinhos de pequenos produtores franceses servidos em copo (R$14) ou na jarra (R$40). Há ainda uma boa seleção de saquês japoneses.


As sobremesas são poucas, porém disputam entre si pela atenção maior: a torta de pêra com crème de amêndoas (R$12), a famosa Tarte Tartin (R$12) brigam de igual para igual com a mousse de chocolate, feita de chocolate francês. Acompanhadas de alguma opção de bentô, as sobremesas saem por R$9.


A partir de março “só depois do carnaval” conta Yves sorrindo, o restaurante fará uma vez por semana o tradicional happy hour estilo Izakaya, muito popular no Japão.
Diversos tipos de saquês e shochus (outro gênero de destilado de arroz) serão servidos juntamente com aperitivos diversos, estilo tapas japonês: frutos do mar com teriaki, bolinho de arroz, entre outras influências de delicias indonésias e tailandêsas (aonde o casal também já morou), que sairão da cozinha sem uma ordem particular.


Para quem trabalha pelas proximidades vale o almoço, e, para os que não trabalham, vale um passeio multicultural pelo Centro e conhecer esse charmoso bistro, que fica num charmoso casarão restaurado da década de 1920.
 

2 Ago 2012.

Escrito por Alice Kuntz Moura
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Bares próximos

Bar Luiz

Bar Luiz

750m

Amarelinho

Amarelinho

875m

MAR

MAR

961m

Mangue Seco

Mangue Seco

1181m

Santo Scenarium

Santo Scenarium

1186m

Locais próximos de música ao vivo

Centro Cultural Banco do Brasil

Centro Cultural Banco do Brasil

232m

Scala Rio

Scala Rio

779m

Mangue Seco

Mangue Seco

1181m

Rio Scenarium

Rio Scenarium

1185m

Santo Scenarium

Santo Scenarium

1186m

Boates mais próximas

Espaço Franklin

Espaço Franklin

915m

Club Six

Club Six

1142m

Cais da Imperatriz

Cais da Imperatriz

1375m

The Week

The Week

1402m

Red House

Red House

1412m