Time Out Rio de Janeiro

Grupo Corpo: Triz

Grupo Corpo traz o novo espetáculo “Triz” testando seus limites e apostando na repetição Normal 0 false false false PT-BR JA X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:Cambria; mso-ascii-font-family:Cambria; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Cambria; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-ansi-language:PT-BR;}

Este evento terminou

Grupo Corpo: Triz

Preço de R$ 50 até R$ 100

Data 08 Set 2013-12 Set 2013

Horário de funcionamento Dom a Qua, 20h. Portas abrem às 19h

Diretor Paulo e Rodrigo Pederneiras

Site de Grupo Corpo: Triz

Buy tickets for Grupo Corpo: Triz

Praça Floriano, s/n, Cinelândia

Telefone (21) 2299 1711

Estações próximas
Metrô Cinelândia

Habituados a sala cheia nas suas apresentações, dessa vez no Theatro Municipal não foi diferente. Os 21 bailarinos de Rodrigo e Paulo Pederneiras apresentam aos cariocas, desde domingo e até quarta-feira (11), seu novo espetáculo “Triz”.

Dizer que o trabalho do Grupo Corpo prima pela altíssima execução chega a ser redundância, já que os movimentos e as frases de cada momento são quase matemáticos entre corpos que balançam, giram e pulam numa energia que não cessa. Essa é uma das marcas das coreografias de Rodrigo Pederneiras: corpos que dançam em sintonia quando, de repente, um ou mais bailarinos saem do grupo como que impelidos por uma força maior, emendando outros movimentos para depois se juntarem novamente até ao próximo impulso.

A técnica está lá, em cada passo, mas faltou o brilho a que o Grupo Corpo já nos habituou em outros espetáculos. Os dois acidentes que Rodrigo Pederneiras teve no ombro e no joelho talvez tenham comprometido o tempo para poder criar mais uma coreografia grandiosa e essa sensação de inacabado é visível em “Triz”, que aliás recebe esse nome porque tudo quase não aconteceu por um triz.

A peça abre serena com vários bailarinos alternando movimentos iguais até que explode numa sequência de movimentos desconexos que apostam na repetição. Os bailarinos vão aparecendo leves e elegantes em cada frase. No entanto, ao longo de todo o espetáculo fica a expectativa de ver mais momentos solo para respirar um pouco da excessiva repetição.

O momento alto do abertura acontece durante o solo de um casal de bailarinos que, acompanhados pela iluminação envolvente que lembra água, se movem colados, ele carregando o corpo dela como uma boneca que vai ganhando vida a cada passo, a cada toque e entrelaçamento de corpos formando quadros em movimento que quase parecem uma projeção.

Na segunda parte da apresentação vem “Triz” com um cenário incrível de mais de 15 quilômetros de cabos de aço suspensos que formam uma cortina envolvendo todo o palco, com destaque para a iluminação que completa o efeito de limite. Os bailarinos surgem em movimentos rápidos, executando flashes que desfazem rapidamente, numa sequência tão alucinante que uma hora o palco está cheio, outra apenas um ou outro bailarino, sem que quase se dê conta da mudança.

A sensação de limite, de inacabado, no entanto, é evidente e comprova a ausência de uma história e a existência de vários quadros e, de novo, com várias repetições. O ritmo é acelerado e o espetáculo se desenrola ao som da não menos interessante trilha sonora que Lenine compôs para a peça com instrumentos de cordas como berimbau, balalaica, violino, cítara e bandolim e também sons das vozes, respiração e até o som dos pés dos bailarinos.

Escrito por Sílvia Garcia
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Restaurantes próximos

Cortés

Cortés

569m

Bar Brasil

Bar Brasil

681m

Bistrô do Lavradio

Bistrô do Lavradio

717m

Nova Capela

Nova Capela

744m

Hachiko

Hachiko

814m

Bares próximos

Amarelinho

Amarelinho

101m

Semente

Semente

609m

Choperia Brazooka

Choperia Brazooka

631m

Favellas

Favellas

634m

Bar da Boa

Bar da Boa

665m

Cafés próximos

Confeitaria Itajaí

Confeitaria Itajaí

587m

Confeitaria Colombo

Confeitaria Colombo

715m

Mundo Verde

Mundo Verde

803m

Besi

Besi

864m

Brasserie Rosário

Brasserie Rosário

1045m