Time Out Rio de Janeiro

Histórias de família

Montagem traz texto inédito da dramaturga sérvia Biljana Srbljanovic

Este evento terminou

Histórias de família

Data 13 Jun 2012-05 Ago 2012

Diretor Ana Teixeira e Stephane Brodt

Elenco Bruce Araujo, Christiane Góis, Rosana Barros e Stephane Brodt

Teatro III
Rua Primeiro de Março, 66 , Centro

Telefone (21) 3808 2020

Estações próximas
Metrô Uruguaiana

Depois de abordar o conflito no Oriente Médio, com o espetáculo “O dragão”, em 2008, e realizar um mergulho no Afeganistão, com “Kabul”, em 2010, a companhia carioca Amok Teatro apresenta “Histórias de família”, que encerra o percurso artístico sobre o tema da guerra. O espetáculo traz à cena a guerra de desintegração da Iugoslávia nos anos 90, através do olhar da infância.

Maior projeto do grupo desde a sua criação, a “Trilogia da Guerra” procura discutir no teatro as questões do mundo contemporâneo sob o olhar do outro, trazendo três espetáculos independentes, com diferentes linguagens cênicas. Após a temporada de estreia, o público também terá a oportunidade de rever as duas primeiras montagens da série: “O dragão” e “Kabul”. O Banco do Brasil patrocina a temporada do projeto Trilogia da Guerra.

Em “Histórias de família” o grupo realiza uma montagem do texto da dramaturga sérvia Biljana Srbljanovic, que pela primeira vez tem uma produção encenada no Brasil. No texto, que foi censurado na Sérvia, a autora descreve a confusão na qual seu país mergulhou, sob a liderança de dirigentes cuja ideologia levou toda a região dos Balcãs à barbárie e à destruição.

Segundo Ana Teixeira, que dirige o espetáculo e a companhia, ao lado do francês Stephane Brodt, “Histórias de família” é uma quebra de paradigma na história do Amok. “Pela primeira vez abordamos um trabalho de um autor contemporâneo. É um texto árido, seco, que fala da infância e da violência, mas que também tem humor. Queremos levar para o palco reflexões a respeito do mundo globalizado, mostrar como o teatro responde ao novo mundo”, explica.

Nas ruínas da Iugoslávia destruída pela guerra, quatro personagens brincam de família, reproduzindo o comportamento delirante de adultos desorientados. Pouco a pouco revela-se a lógica da guerra, criada e mantida pelo poder político, que se manifesta em todos os níveis da sociedade. Por meio das brincadeiras, são percebidas fraquezas e medos. O jogo termina e logo tudo recomeça. A violência da brincadeira substitui a violência dos combates e nesse ritual, à imagem do clima político, a tensão entre todos é extrema.

Nesta “negra paródia familiar”, a autora nos convida a enxergar a guerra por meio do lúdico e do derrisório e a ver o teatro como o lugar onde os adultos continuam a fazer aquilo que fazem as crianças: produzir jogo. O Amok dialoga com o texto de Biljana Brbljanovic levando em conta visões, cultura, questionamentos da própria companhia e o percurso trilhado nesta Trilogia da Guerra.

“Histórias de família” ultrapassa as circunstâncias históricas e geográficas para apresentar um jogo repleto de humor e crueldade, que nos fala com imensa atualidade. Essas histórias são, ao mesmo tempo, a imagem da situação da ex-Iugoslávia e a de qualquer sociedade.

Escrito por Time Out Rio de Janeiro editors
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Restaurantes próximos

Bistrô The Line

Bistrô The Line

103m

Cais do Oriente

Cais do Oriente

113m

Casarão 1881

Casarão 1881

185m

Tempeh

Tempeh

199m

Coccinelle

Coccinelle

232m

Bares próximos

MAR

MAR

729m

Bar Luiz

Bar Luiz

753m

Amarelinho

Amarelinho

1021m

Mangue Seco

Mangue Seco

1153m

Santo Scenarium

Santo Scenarium

1158m

Cafés próximos

Brasserie Rosário

Brasserie Rosário

140m

Besi

Besi

254m

Confeitaria Colombo

Confeitaria Colombo

539m

Mundo Verde

Mundo Verde

550m

Confeitaria Itajaí

Confeitaria Itajaí

616m