Time Out Rio de Janeiro

Jantando com Isabel

Este evento terminou

Jantando com Isabel

R$40

Data 13 Set 2012-04 Nov 2012

Horário de funcionamento Qui-sábado, 21h30h; dom, 20h

Diretor Henrique Tavares

Elenco Isaac Bernat e Xando Graça

Através de uma linguagem simples e direta, a peça propõe uma reflexão sobre o fracasso de projetos de vida e a solidão numa cidade grande. Pessoas cada vez mais encerradas em si mesmas se perguntam, afinal, porque estão vivas, qual o objetivo disso tudo e se é possível haver um desfecho satisfatório para tanta ansiedade incubada. Apesar do drama, o texto é bem humorado, com foco dirigido para os absurdos do cotidiano. O clima é de pantomima. Os personagens são dois clowns urbanos que conversam sobre o sentido da vida, as decorrências da paixão, o desespero e procuram entender a extensão da amizade.

Jantando com Isabel conta a histórica de um ex-pugilista que há vinte anos mora com um amigo ex-arquiteto, ambos cinquentenários. Há um flagrante descompasso cultural entre os dois: o primeiro é bronco, ignorante, frágil; o outro é metódico, taciturno, operístico. Durante todo o tempo, os dois cutucam-se mutuamente, recriminam-se, atiram dardos envenenados e irônicos em conversas absurdas, com foco em fatos antigos. O ex-pugilista parou de lutar por causa de uma desilusão amorosa; o ex-arquiteto parou de construir prédios quando eles começaram a cair. O ex-pugilista vive hoje das glórias de uma época remota no ringue; o ex-arquiteto contenta-se em construir dioramas em cima da mesa. O passado os une através de duas mulheres, ambas como nome de Isabel, mas suspeita-se que seja a mesma. Depois de tantos anos, porém, eles chegam à mesma conclusão: ainda amam Isabel e elaboram um plano para que ela volte. Publicam um anúncio no jornal, marcando um jantar e ficam esperando. Nessa vigília, em meio aos preparativos, trocam informações, rememoram fatos, preenchem lacunas da memória e resolvem tomar uma atitude.

Escrito por Time Out Rio de Janeiro editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus