DJ Paulo Pacheco

Residente do megaclube The Week elege suas músicas preferidas

Divulgação
DJ Paulo Pacheco

A The Week é frequentada por um dos públicos mais diversificados de São Paulo, abrangendo todas as sexualidades, gêneros e gostos. Por isso, os DJs da casa precisam saber como agradar um público tão eclético. Com o DJ residente do megaclube, Paulo Pacheco, não é diferente. Mas do que ele gosta? Seu gosto musical gira em torno da eletrônica – mas, para eleger as sete melhores, ele se atem aos clássicos.
 
Jaydee – Plastic Dreams bit.ly/TOSP_Plastic
Essa música tem uma batida muito progressiva. A maneira como o teclado é tocado e como ele meio que cresce com a música é impressionante. É o tipo de música que nos faz fechar os olhos e nos leva para muito longe. Ela saiu do underground e se tornou comercial, mas ainda é um hit e tanto.
 
Donna Summer – I Feel Love  bit.ly/TOSP_Donna
Essa definitivamente fez a diferença na música eletrônica. Você pode ouvir o mesmo teclado em muitas músicas, pois foi sampleado várias vezes. E Donna Summer tem uma das vozes mais lindas de todos os tempos. É hipnotizante.
 
Patrick Hernandez – Born to be Alive bit.ly/TOSP_Born
Depois "I Feel Love" (acima), essa música foi pineira pelo uso de bateria eletrônica, teclados e vozes agressivos. Ela funciona bem em uma set list, mas você precisa de um bom remix numa música tão antiga, senão ela soa esquisita no equipamento (moderno).
 
Loleatta Holloway – Love Sensation bit.ly/TOSP_LoveSensation
Um clássico de uma das maiores divas da disco. Ouvem-se pedaços e batidas da música em muitas faixas mais recentes, como "Take Me Away", do DJ Capela. Ela foi muito sampleada, principalmente nos anos 1990; era moda samplear vozes clássicas.
 
Snap – Rhythm is a Dancer bit.ly/TOSP_Rhythm
O Snap fez uma revolução com essa faixa,  um sucesso mundial. Lembro-me de quando a música saiu, era muito tocada no rádio, em trilhas de novela. A combinação bem sucedida de rap misturado a delicados vocais femininos já tinha acontecido na faixa anterior deles, "The Power".
 
Inner City – Good Life bit.ly/TOSP_GoodLife
Essa foi produzida por Kevin Saunderson, um dos caras que tiraram o techno do underground. Essa música particularmente deixou uma marca no meu trabalho. Foi quando eu comecei a trabalhar como DJ; era só um single, mas ganhou força ao longo do tempo.
 
Giorgio Moroder – From Here to Eternity bit.ly/TOSP_Eternity
Giorgio era mais produtor dos outros do que de si mesmo. Tenho o álbum que ele fez com Donna Summer; é incrível! Foi ele que começou a trabalhar com sintetizadores, antes do Kraftwerk.
 
DJ Paulo Pacheco toca aos sábados na The Week.
 

Escrito por Time Out São Paulo editors
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.