Os dez melhores brigadeiros de São Paulo

Renda-se aos brigadeiros em nossa seleção de docerias, restaurantes, brigaderias e lojas especializadas

Divulgação
Brigadeiro tradicional da Ofner

Palhaços, pula-pulas, escultores de bexiga e guardanapos personalizados: as festas infantis podem ser bastante elaboradas, mas a única coisa que não pode faltar mesmo é a mais simples de todas: o brigadeiro, escuro e denso, do tamanho exato para caber na boca, feito de leite condensado e chocolate. As bolinhas grudentas são o sonho de toda criança e potencialmente o pesadelo de todos os pais, uma vez que deixam as crianças enlouquecidas.

Padarias e docerias vendem centenas de brigadeiros diariamente para festas em toda a cidade, apesar de os viciados no docinho dizerem que não há nada igual ao feito em casa – assim você pode raspar o fundo da panela.

Há poucos doces tão fáceis de fazer: basta colocar leite condensado, chocolate em pó e manteiga em uma panela, esperar que engrosse e depois enrolar a mistura em bolinhas e cobri-las com granulado. Os cozinheiros mais preguiçosos até fazem no micro-ondas.

O brigadeiro é tão famoso, que é uma surpresa saber que se trata de uma criação relativamente recente. Reza a lenda que o Brigadeiro Eduardo Gomes era candidato a presidente em 1946 e 1950 e, para levantar dinheiro para a campanha, suas partidárias fizeram os docinhos para vender. Apesar desse esforço,  e do slogan inspirado ("Vote no brigadeiro; ele é bonito e solteiro"), Gomes não se elegeu. Mas os doces que levam sua alcunha recebem votos até hoje.

Mas o que está em ascensão em São Paulo é o brigadeiro gourmet. Levando essa obsessão nacional a um outro nível, lojas como a Brigadeiro Doceria & Café começaram a elevar a qualidade desse doce, usando chocolate premium. Logo depois, butiques de brigadeiro como a Maria Brigadeiro e a Brigaderia começaram a usar ingredientes incomuns e luxuosos, do chocolate branco à pimenta, à raiz forte e ao licor. 
Até os restaurantes estão entrando na onda, servindo brigadeiro nos formatos mais variados.

Benjamin Abrahão

Rua José Maria Lisboa, 1.397, Jardins (3061-4004/ benjaminabrahao.com.br). Outro endereço Rua Maranhão 220, Higienópolis (3258-1855)

Nascido na França, Seu Abrahão começou sua obsessão pela panificação ao trabalhar em uma confeitaria quando tinha apenas 10 anos. Seu neto, Felipe Benjamin, assumiu o posto na cozinha após a morte do avô, dez anos atrás. A filial dos Jardins, um das mais novas, é um ótimo lugar para se tomar um sol da tarde no terraço superior, enquanto se experimentam brigadeiros como o de pistache ou o crocante, com bolinhas de cereal cobertas de chocolate. Leia mais sobre a Benjamim Abrahão - Mundo dos Pães

Brigadeiro Doceria & Café

Rua Padre Carvalho, 91, Pinheiros, (3813-6656/ brigadeirodoceria.com.br)

Apesar do nome do lugar, os bolos têm tanto destaque quanto os brigadeiros. Dispostos em lindas vitrines e pingando cobertura de chocolate, os bolos fresquinhos podem ser apreciados com uma xícara de chá nesta doceria e cafeteria, onde as paredes cor de rosa e as almofadas florais são parte da decoração fofa. Além dos bolos, os brigadeiros são imperdíveis. Peça o de chumbinho, coberto de bolinhas de chocolate, e o de Nutella. Leia mais sobre a Brigadeiro Doceria & Café

Ofner

Diversos endereços no site ofner.com.br (3889-9598)

Hoje uma grande rede que serve lanches, bolos, sorvetes e doces em 23 endereços de São Paulo, a Ofner teve um início modesto em 1952, quando a imigrante húngara Anna Ofner abriu sua primeira loja, na Bela Vista. A Ofner é um bom lugar para apreciar guloseimas à noite, pois quatro de suas filiais (Moema, Itaim, Pinheiros e Jardim Paulista) são 24 horas. Não importa o horário: vá a uma das lojas para experimentar o brigadeiro tradicional ou o de sorvete.
 

Pâtisserie Mara Mello

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1.308 (3079-2970/ maramello.com.br)

Como seria de se esperar de uma loja na rua mais chique da cidade, esta doceria, apesar de pequena, tem docinhos perfeitos. Doces e macaroons imaculadamente apresentados ficam em vitrines de vidro, protegidos das mãos, e parecem muito perfeitos para serem comidos. Em vez de em bolas, o brigadeiro é vendido em potes de 290 gramas, para ser comido na colher ou enrolado pelo cliente. Peça o pote de brigadeiro de Ovomaltine, feito com chocolate em pó e Ovomaltine (e com um pouco de Ovomaltine salpicado em cima). Leia mais sobre a Pâtisserie Mara Mello
 

Brigaderia

Shopping Market Place, Avenida Dr. Chucri Zaidan, 902, Santo Amaro (5181-3901/ facebook.com/Brigaderia). Outros endereços Shopping Pátio Higienópolis, Avenida Higienópolis, 618, Higienópolis; Shopping Pátio Paulista, Rua Treze de Maio, 1.947, Bela Vista

Seguindo os passos da Maria Brigadeiro, esta verdadeira butique vende apenas brigadeiros, nada mais. Está achando que o nicho é muito restrito? Desde que abriu, em 2010, a loja e seus 28 sabores de brigadeiro chamaram tanta atenção, que já foram inauguradas outras duas lojas em shoppings além da primeira, localizada no Shopping SP Market. Experimente sabores como o de lima, o de cocadinha e o exclusivo "negrinho" – feito com cacau brasileiro da Valrhona e salpicado de raspas de chocolate. Os judeus podem se refestelar com o brigadeiro kosher (cuja produção é supervisionada por um rabino). Leia mais sobre a Brigaderia

Maria Brigadeiro

Rua Capote Valente, 68, Pinheiros (3085-3687/ mariabrigadeiro.com.br)

A ex-jornalista Juliana Motter trocou as canetas pelas panelas quando lançou a primeira loja exclusivamente de brigadeiro de São Paulo, elevando o simples brigadeiro ao status de doce gourmet. Utilizando ingredientes de qualidade, ela criou mais de 40 sabores diferentes, tais como pasta de amendoim e chocolate mentolado, além de uma gama exótica para paladares mais aventureiros, incluindo wasabi e pimenta. É tudo muito moderno, mas o brigadeiro tradicional continua sendo o mais popular. Na loja de Pinheiros, você pode ver a equipe de Juliana em ação, enrolando até 3 mil brigadeiros por dia. Leia mais sobre a Maria Brigadeiro

Capim Santo

Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471, Jardim Paulista (3079-9500/ capimsanto.com.br)

A culinária brasileira do restaurante dos Jardins não estaria completa sem o doce preferido do país. A chef Morena Leite serve um trio de brigadeiros em colheres de chá junto com o café, ou sozinhos, como sobremesa. O trio colorido é tão impressionante visualmente quanto no gosto, indo do chocolate escuro ao amarelo pálido da castanha-do-Pará e ao verde do campim-limão. Leia mais sobre o Capim Santo

Las Chicas

Rua Oscar Freire, 1.607 (3063-0533/ laschicas.net.br)

A única coisa de garagem neste restaurante é o tamanho: cerca de dez mesas enchem um espaço pequeno e colorido, que serve café da manhã e lanches leves. Com uma comida mais simples que a do Carlota, também comandado pelas chefs Carla Pernambuco e Carolina Brandão, o Las Chicas segue o mesmo estilo feminino chique. Na Oscar Freire, a apenas uma quadra da Avenida Rebouças, o Las Chicas tem localização perfeita, combinando o almoço com bons locais para compras. A maioria das sobremesas é servida em pequenas canecas, inclusive os brigadeiros, que vêm em dois sabores: chocolate e chocolate branco. Leia mais sobre o Las Chicas

Les Delices de Maya

Rua Mourato Coelho, 1.044, Vila Madalena (3467-3497/ lesdelicesdemaya.com.br)

Ainda menor que o Las Chicas, esta fofa casa de almoço e café na Vila Madalena tem duas mesas espremidas entre as geladeiras e o balcão, e outras em um corredor anexo. Os brigadeiros daqui vêm em colherinhas ao lado do café, ou em colheres grandes para serem devorados no local. Se quiser guardar para depois, peça asminipanelas cheias de brigadeiro.

Restaurante Sinhá

Rua dos Pinheiros, 1022, Pinheiros (3083-6849)

Encha o prato com receitas simples no bufê deste restaurante de Pinheiros. As opções mudam todos os dias e incluem clássicos brasileiros, como bobó de camarão – um ensopado de camarão e coco – e, claro, brigadeiros para sobremesa. 
 


Escrito por Time Out São Paulo editors
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.