Time Out São Paulo

Álbum de Família: crítica do filme

Álbum de Família: crítica do filme

Estreia 27 Dez 2013

Diretor John Wells

Elenco Meryl Streep, Dermot Mulroney, Julia Roberts

As beiradas das poltronas do cinema precisarão de reforço, pois o público se inclinará muito para frente com a perplexidade inspirada por Álbum de Família. E isso não é uma recomendação, a menos que você seja fã da histeria.

Embora a reverenciada peça de Tracy Letts, ambientada em Oklahoma, tivesse muito drama enquanto os amargos personagens da família Weston se atacavam cena após cena, ninguém lembrou este elenco classe A de que, na verdade, estava-se fazendo um filme e, portanto, o tom poderia ter sido diminuído – nem o diretor John Wells.

O resultado não fica muito longe do horripilante jantar de família de O Massacre da Serra Elétrica, cujo vilão Leatherface pode ser comparado à personagem interpretada por Meryl Streep neste longa; ela aparece com uma peruca preta, revirando os olhos e gesticulando loucamente. “Onde está a carne?!!”, grita Violet (Streep).

Com certeza, você simplesmente não é um fã de cinema se um melodrama suculento como este não fizer você sorrir – ele traz ainda Julia Roberts na fala memorável: “Coma o peixe, puta!”. Mas é preciso voltar à realidade: é pura loucura argumentar que o filme manteve a força sutil da peça de três horas de Letts ou que seja um candidato de prestígio ao Oscar.

Ninguém irá me convencer de que seja uma adaptação apropriada às telas de cinema simplesmente porque foi filmada em uma fazenda. Mesmo se você pensar nas brigas homéricas da sua própria família, este longa não chega nem perto da realidade.

Escrito por Joshua Rothkopf
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus