Walt nos Bastidores de Mary Poppins: crítica do filme

4
François Duhamel/Divulgação
Cena do filme 'Walt nos Bastidores de Mary Poppins'

Emma Thompson é boa de briga. E está digna de Oscar neste filme, no papel da autora de Mary Poppins, Pamela Travers – uma mistura de Jeremy Paxman com Maggie Smith, da série “Downton Abbey”. Em um avião de Londres para Los Angeles, ela olha por cima dos óculos para um bebê, os lábios contraídos: “A criança será um incômodo? Estamos em um voo de 11 horas”.

A Sra. Travers está a caminho de uma queda de braço com Walt Disney (Tom Hanks), que há 20 anos lhe faz ofertas pelos direitos de filmagem de sua amada Mary Poppins. Sem dinheiro, ela não pode dizer não, mas Disney representa tudo que ela odeia: “Não vou vê-la transformada em um dos seus desenhos bobos”.

Não dá para não sentir um pouco de pena de Travers. Trata-se de um filme da Disney, então ele pega leve com o tio Walt, todo cativante e gentil – nem sinal do lado controlador e sombriamente obstinado do homem que ele foi. Todos os problemas recaem sobre Travers – em especial, problemas com o pai. Flashbacks (em quantidade excessiva) de sua infância caótica explicam por que ela se apega tanto às regras.

Colin Farrell (também cativante, mas não tanto quanto Hanks), interpreta seu pai alcoólatra – um sonhador cheio de histórias para encantar garotinhas, mas desprovido do bom senso necessário para manter um emprego. Assim como os Banks de Mary Poppins, essa família precisa de uma mão firme e de algumas vassouradas. E nisso temos um vislumbre da inspiração para Mary Poppins, quando a tia de Travers, Ellie (Rachel Griffiths), chega na casa de mala e cuia.

De volta a Los Angeles, Jason Schwartzman e BJ Novak nos presenteiam com um adorável ato em dupla como os músicos de Mary Poppins, que escondem seu primeiro rascunho de “Supercalifragilistic” dos olhos inquisidores de Travers.

A coisa toda desce com uma boa dose de açúcar. O que impede o filme de descambar para o excessivamente meloso é a excelente atuação de Emma Thompson, que interpreta Travers com inteligência e afabilidade, além de um quê de criança mimada que ajuda a dar uma amaciada na personagem mandona.

Escrito por Cath Clarke

Walt nos Bastidores de Mary Poppins: crítica do filme vídeo

Mais sobre Walt nos Bastidores de Mary Poppins: crítica do filme

Duração 125 minutes

País de origem EUA/Reino Unido/Austrália

Ano de produção 2013

Classificação Not available

Estreia 7 Mar 2014

Diretor John Lee Hancock

Elenco Emma Thompson, Tom Hanks, Colin Farrell.

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.

powered by