Os Mercenários 3: crítica do filme

2
Divulgação
Os Mercenários 3
Os Mercenários 3

Alguém realmente assiste os filmes Os Mercenários? Existem legiões de bombados de meia idade que anseiam pelos bons tempos de Chuck Norris dizimando estrangeiros com uma metralhadora?

Desta vez, Sylvester Stallone (que também escreveu essa bobagem) e seu grupo de mercenários entusiasmados, que parecem ter uma deficiência em usar a ironia, se envolvem com o comércio internacional de armas, que no filme tem a forma do fofoqueiro e ex-mercenário Mel Gibson. Para ajudar, Stallone traz Wesley Snipes, na pele de um médico que estava na prisão, Harrison Ford, que parece quase chorar de tédio interpretando o chefão da CIA e Arnold Schwarzenegger que volta como, bom, Arnold Schwarzenegger.

Nenhum desenvolvimento de personagem parece ter sido feito com nenhum desses três (muito menos com o pelotão de novos e substituíveis machos que ele coloca no time). Enquanto isso, o diretor Patrick Hughes, que só tem em sua lista de feitos o esquecível faroeste australiano Busca Sangrenta, está claramente muito fora de sua profundidade nesses filmes de ação.

Agradeça aos deuses da guerra por Antonio Bandeira, que rouba a cena sozinho – e quase salva o filme – como um assassino loquaz.

Escrito por Tom Huddleston

Os Mercenários 3: crítica do filme vídeo

Mais sobre Os Mercenários 3: crítica do filme

Duração 126 minutes

País de origem EUA, França

Ano de produção 2014

Classificação Not available

Estreia 21 Ago 2014

Diretor Patrick Hughes

Elenco Sylvester Stallone, Jason Statham, Jet Li, Antonio Banderas, Arnold Schwarzenegger, Wesley Snipes, Mel Gibson, Harrison Ford

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.

powered by