O Bem Amado

Divulgação

Prepare seus ouvidos, porque Odorico (Marco Nannini) – o político de cidade pequena que protagoniza esta comédia dramática – não para de berrar. Assim como os demais personagens deste filme frenético – às vezes histérico –, baseado no romance de mesmo nome escrito por Dias Gomes, que também deu origem a uma novela.

A comédia focaliza o corrupto prefeito de Sucupira, alegórica cidadezinha do Nordeste brasileiro, que consegue se eleger anunciando a construção de um magnífico cemitério novo em folha. Acontece que ninguém morre. Para resolver seu problema, Odorico apela para o infame ‘jeitinho brasileiro’. Como? Encontrando um corpo para ser enterrado. E é aí que começa a diversão.

É difícil avaliar se o diretor Guel Arraes – o mesmo de O Auto da Compadecida – tentou, com o filme, produzir uma paródia da política brasileira ou apenas arrancar risadas. Mas o elenco estelar e a grande quantidade de piadas fazem a produção valer a pena – como bônus, você vai se entreter com o cáustico retrato de uma típica cidadezinha interiorana e dos pomposos políticos que a governam.—João Carlos Gouvêa?


Mais sobre O Bem Amado

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.

powered by