Time Out São Paulo

Sem Proteção

Sem Proteção

Estreia 24 Mai 2012

Diretor Robert Redford

Elenco Robert Redford, Nick Nolte, Stanley Tucci


Corra, Robert, corra: o talentoso Sr. Redford fez das fugas uma forma de arte, seja escapando da guarda de fronteira (em Butch Cassidy), de xerifes sulistas (Caçada Humana), dos poderosos do mundo corporativo (O Cavaleiro Elétrico) ou de espiões secretos (Três Dias do Condor). Em Sem Proteção, seu novo projeto como ator e diretor, ele interpreta um advogado bem intencionado que defende a verdade, a justiça e o estilo americano de vida.

Mas logo nosso astro de cabelos claros está providenciando passaportes falsos, despistando com esperteza agentes federais e indo de um esconderijo a outro. Tudo porque uma procurada ativista dos anos 1960 (Susan Sarandon) se entrega após décadas na clandestinidade, e um repórter intrépido (Shia LaBeouf) descobre uma ligação entre a prisioneira, um assalto a banco e o advogado.

A devoção de Redford ao liberalismo à moda antiga e aos dramas sociais dos anos 1970 é uma constante em sua carreira de diretor e Sem Proteção parece um filme que você poderia ter visto em 1975. Entretanto, explorar o legado dos flertes revolucionários nos Estados Unidos vai muito além de simplesmente citar o movimento estudantil e o caso de Kent State University, quando alunos foram mortos pela polícia ao protestarem contra a Guerra do Vietnã no campus, em 1970.

O roteirista Lem Dobbs e o diretor têm a irritante tendência de reduzir atores experientes a alto-falantes de discursos esquerdistas decadentes e ranzinzas. Até mesmo o garoto-prodígio LaBeouf parece menos um personagem e mais uma oportunidade para Redford denunciar a situação lamentável da imprensa. Essa preocupação legítima, como grande parte do filme, poderia ser muito mais eficaz se não fosse filtrada por resmungos.

Escrito por David Fear
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus