Time Out São Paulo

Downtown New York

Este evento terminou

Downtown New York

Preço de R$ 2 até R$ 4

Data 10 Dez 2014-14 Dez 2014

Horário de abertura Qua. a seg., 9h-21h

Rua Álvares Penteado, 112, Centro

Telefone (11) 3113 3651

Estações próximas
1, Sé

Nos anos 1970, Nova York estava em ruínas, à beira da falência e do abandono. Atraída pelos clubes underground e pelos aluguéis baratos dos imóveis vagos no bairro do Lower East Side, uma nova geração de artistas, performers, poetas e músicos estabeleceram o que ficou conhecido como No Wave, uma cena musical e artística que refletia a dura realidade urbana e a energia criativa da cidade num período de declínio e reinvenção.

Nessa época, “Downtown” significava não apenas a localidade geográfica do Baixo Manhattan, onde moravam e trabalhavam os artistas, mas também uma irreverente postura contestadora que rejeitava os valores do “Uptown”, ou Alto Manhattan, e os espaços tradicionais de exibição, em favor de um espírito colaborativo e experimental, do tipo “faça você mesmo”, inspirado em boa parte no movimento punk.

Como a música do pós-punk que o nomeou, o cinema No Wave desafiava abordagens convencionais da realização cinematográfica, produzindo filmes de narrativa improvisada, sem orçamento, que combinavam estéticas de documentário, filmes B e de vanguarda. Frequentemente filmados com câmeras Super-8 sem som, esses filmes mostravam o arenoso terreno do Lower East Side, assim como as performances de celebridades locais como Jean Michel Basquiat, Steve Buscemi, James Chance, Debbie Harry, Arto Lindsay, Lydia Lunch, Jack Smith e David Wojnarowicz.

De filmes como Permanent Vacation, de Jim Jarmusch, ou Born in Flames, de Lizzie Borden; as produções No Wave exploravam temas como alienação, violência, sexualidade e poder de forma artística, direta e emocional. Hoje, suas inovações estéticas e narrativas podem ser vistas como contribuições essenciais ao cinema independente americano.

A mostra Downtown New York examina essa era e o movimento de cinema No Wave com cerca de 50 filmes de longa e curta-metragem, entre os quais estão clássicos de vanguarda dos anos 1960, que influenciaram cineastas do movimento; filmes emblemáticos e documentários musicais do No Wave e produções exemplares do “Cinema da Transgressão”, surgido em meio ao movimento. A mostra ainda exibe os primeiros filmes independentes lançados nos circuitos tradicionais de exibição que impulsionaram a estética e política do No Wave para novas direções, inclusive mais comerciais.

Um catálogo com textos originais, entrevistas com cineastas, e outros registros desse período acompanha a mostra, que também promove um debate com a presença da curadora, Kyle Stephan e outros pesquisadores do tema.

Confira a programação completa do festival no site culturabancodobrasil.com.br.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus