Roteiro Cinsesc

27 Jan 2015-29 Jan 2015

Divulgação
'Meu Amigo Totoro'
Cena da animação japonesa 'Meu Amigo Totoro', de Hayao Miyazaki

Este evento terminou

Com o CineSesc fechado para reforma, os filmes da programação regular e mostras parceiras ganham novos espaços em outras unidades da capital na programação especial Roteiro Cinesesc. São diversas atividades cinematográficas que passeiam pelas unidades Belenzinho, Bom Retiro, Campo Limpo, Carmo, Centro de Pesquisa e Formação, Consolação, Interlagos, Osasco, Pinheiros, Pompeia, Santana, Santo Amaro e Vila Mariana.

Durante este período o CineSesc continua oferecendo a programação regular de cursos e mantém o funcionamento dos serviços da Central de Atendimento, Bilheteria e Loja Sesc, de segunda a domingo, das 14h às 21h30.

A previsão para a reabertura do Cinesesc é em abril, com o 41º Festival Sesc Melhores Filmes cuja votação você pode participar no site melhoresfilmes.sescsp.org.br.

Confira a programação de filmes do Roteiro Cinesesc em janeiro:

As Aventuras de Tintim (Dir. Steven Spilberg, EUA/Nova Zelândia, 2011, 107 min.)
Tintin, um jovem jornalista que viaja pelo mundo com seu inseparável cão Milu, compra um presente para seu amigo Haddock. Porém, o presente, um galeão antigo é roubado. Descobre-se entretanto, que nele havia parte de um mapa de um tesouro, fazendo com que Tintim e seus amigos iniciem uma jornada em sua busca.
Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1000). Sexta-feira, 23/01, às 20h, Grátis.

Meu Amigo Totoro (Dir.: Hayao Miyazaki, Japão, 1988, 86 min.)
Difícil escolher o melhor filme do mestre da animação japonesa Hayao Miyazaki, mas muitos defendem que se trata de Meu Amigo Totoro, longa que mostra todo o apuro visual que o diretor empregou em sua renomada carreira. Duas meninas vão morar com o pai no interior do Japão, para ficar perto da mãe que está internada num hospital. A mais nova, Mei, encontra uma pequena passagem secreta em seu quintal. Essa passagem leva a um lendário espírito da floresta conhecido como Totoro. Com esse novo amigo elas se envolvem em diversas aventuras. Como sempre nos filmes de Miyazaki, é difícil segurar a emoção diante da beleza das situações e a riqueza dos sentimentos envolvidos na trama.
Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141). Sábado, 24/01, às 14h, Grátis (Retirada de ingresso 1h antes).

O Encouraçado Potemkin (Dir: Sergei Eisenstein, Rússia, 1925, 75 min.)
Considerado por muito tempo o filme mais belo já feito, O Encouraçado Potemkin mostra todas as credenciais teóricas e práticas do diretor soviético Sergei Eisenstein, um dos nomes mais importantes do cinema. Ao retratar a história de tripulantes que se revoltam com as péssimas condições de trabalho do encouraçado e iniciam um dos incidentes que levariam, anos depois, à Revolução Russa de 1917, Eisenstein emprega suas ousadas técnicas de montagem, influenciando todo o cinema moderno, incluindo diretores como Alfred Hitchcock, Luis Buñuel e Glauber Rocha.
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Terça-feira, 27/01, 18h30, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

Frankenweenie (Dir. Tim Burton, EUA, 2012, 87 min.)
O pequeno Victor adora fazer filmes caseiros de terror, quase sempre estrelados por seu cão Sparky. Quando Sparky morre atropelado, Victor fica inconformado. Sua vida parece não ter mais sentido. Numa aula de ciências, seu professor diz que é possível estimular movimentos por meio de eletricidade. Então Victor constrói uma máquina para tentar ressuscitar seu cachorro. Inspirado livremente em Frankenstein, romance gótico de Mary Shelley, Frankenweenie é uma das animações mais inspiradas de Tim Burton, conjugando elementos que o diretor sempre trabalha bem em seus filmes: as relações familiares, o fantástico e a morbidez.
Sesc Santana (Avenida Luiz Dumont Villares, 579). Terça-feira, 27/01, às 20h, Grátis.

A Malvada (Dir.: Joseph L. Mankiewicz, EUA, 1950, 130 min.)
A ascensão de Eve Harrington (Anne Baxter), aspirante a atriz de teatro que se aproxima de artistas, diretores e dramaturgos com o intuito de subir na vida, custe o que custar. A história é narrada por meio de flashbacks, do ponto de vista das pessoas que a conheceram. Entre elas a diva da Broadway Margo Channing (Bette Davis). Por causa dessa estrutura, o filme foi comparado a Cidadão Kane, de Orson Welles. Vencedor de seis prêmios da Academia, incluindo o Oscar de melhor filme,A Malvada serviu de inspiração para um dos melodramas mais elogiados de Pedro Almodóvar: Tudo Sobre Minha Mãe.
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Terça-feira, 27/01, às 21h, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

O Exorcista (Dir.: William Friedkin, EUA, 1973, 122 min.)
Um dos filmes mais aterrorizantes já feitos e obra essencial da chamada Nova Hollywood, O Exorcista, de William Friedkin, narra a história de possessão demoníaca do corpo de Regan (Linda Blair), uma menina de doze anos. Sua mãe, inicialmente incrédula, aceita as evidências e recorre a um padre autorizado pelo Vaticano para exorcizar o demônio do corpo de Regan. Ellen Burstyn machucou-se durante as filmagens. Friedkin se recusou a usar dublê para uma cena em que a menina possuída joga a mãe para o outro lado do quarto. O clamor da época por realismo na encenação falou mais alto.
Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141). Terça-feira, 27/01, às 21h, Grátis (Retirada de ingresso 1h antes).

Juventude Transviada (Dir.: Nicholas Ray, EUA, 1955, 111 min.)
O astro James Dean atuou em apenas três filmes, dos quais Juventude Transviada, de Nicholas Ray, é o segundo e o mais famoso. Na trama, jovens inquietos e indecisos cometem pequenos delitos, desafiando o conservadorismo do "americanwayoflife" dos anos 1950. Dean interpreta um moço problemático, que muda sempre de cidade e de companhia, metendo-se, eventualmente, em sérias enrascadas. Natalie Wood e Sal Mineo completam o elenco, neste filme que marcou época, e pode ser considerado um dos pais do cinema juvenil americano que iria se popularizar na década de 80 (Picardias Estudantis, Clube dos Cinco).
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Quarta-feira, 28/01, às 16h, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

O Sétimo Selo (Dir.: Ingmar Bergman, Suécia, 1957, 96 min.)
De todos os filmes do diretor sueco Ingmar Bergman, talvez O Sétimo Selo seja o mais indicado para adentrar em seu universo pautado por crises existenciais e questionamentos religiosos e filosóficos. Na história, um grupo de atores de teatro, na Idade Média, viaja desafiando a peste negra e a miséria. A cena do encontro deles com a morte é emblemática, e é coroada com a partida de xadrez mais marcante da história do cinema. Foi um dos filmes que revelou Max Von Sidow para o mundo. Ele está soberbo como AntoniusBlock, o cavaleiro que acompanha a trupe.
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Quarta-feira, 28/01, às 18h30, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

Caminhando com os Dinossauros (Dir.: Barry Cook e Neil Nightingale, EUA/Reino Unido/Austrália, 2013, 87 min.)
Numa época em que os dinossauros governavam a Terra, um filhote luta para sobreviver em meio às ameaças da natureza. Já crescido, ele é separado dos pais e obrigado a confrontar uma realidade dura em que se luta o tempo todo pela sobrevivência. Como se não fosse o bastante, ele terá de lidar com a rivalidade do irmão, que é bem mais forte.
Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1000). Quarta-feira, 28/01, às 20h, Grátis.

Rocco E Seus Irmãos (Dir.: Luchino Visconti, Itália, 1960, 180 min.)
Nos anos 1950, durante o processo de reerguimento econômico da Itália após a derrota na Segunda Guerra Mundial, uma viúva se muda com quatro filhos do sul do país, subdesenvolvido, para Milão, mais rico e industrializado. Ali já estava o filho mais velho, Vicenzo, agora habituado à cidade grande. A família, antes unida, começa a se desagregar, sob o peso do abandono de suas raízes. Com Alain Delon, Annie Girardot e Claudia Cardinale, Rocco e Seus Irmãos marca o ponto de transição do diretor Luchino Visconti, entre o neorrealismo de seus primeiros filmes para um estilo mais operístico, que ele já havia antecipado em Sedução da Carne, de 1954.
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Quarta-feira, 28/01, às 21h, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

O Bebê de Rosemary (Dir: Roman Polanski, EUA, 1968, 136 min.)
Obra-prima de Roman Polanski sobre um casal que vai morar num prédio com moradores que fazem parte de uma seita demoníaca. Desde o roteiro do próprio Polanski, baseado em romance de Ira Levin, até os atores principais, John Cassavetes e Mia Farrow, passando pela bela direção de fotografia de William Fraker e pela música climática de Christopher Komeda, tudo funciona à perfeição no filme. Ruth Gordon ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel como uma das satanistas. A produção foi rodada no edifício Dakota, em Nova York, onde morava o ex-beatle John Lennon quando foi assassinado (a tiros, bem na frente do prédio).
Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141). Quarta-feira, 28/01, às 21h, Grátis (Retirada de ingresso 1h antes).

Bonequinha De Luxo (Dir.: Blake Edwards, EUA, 1961, 115 min.)
Audrey Hepburn é Holly Golightly, uma prostituta de luxo, alegre e sonhadora, que vive sofisticadamente em Nova York e espera se casar com um milionário do interior. Quando conhece seu novo vizinho, um jovem escritor (George Peppard) que é sustentado por uma mulher mais velha, ela se apaixona por ele. Como essa paixão é um empecilho para seu futuro, surge o inevitável conflito entre abraçar o amor ou a segurança. Dirigido por Blake Edwards, um mestre da encenação e da comédia, Bonequinha de Luxo é um daqueles filmes que exemplifica à perfeição o termo elegância. O roteiro de George Axelrod é baseado em livro de Truman Capote.
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Quinta-feira, 29/01, às 16h, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

A Noite (Dir.: Michelangelo Antonioni, Itália, 1961, 122 min.)
Segundo longa da Trilogia do tédio e da incomunicabilidade, realizada por Michelangelo Antonioni, A Noite mostra os personagens de Marcello Mastroianni e Jeanne Moreau afundados em uma crise no relacionamento de dez anos. Durante uma festa burguesa, o tédio em que se encontram os leva a procurar um sentido para suas vidas, em meio a convidados igualmente entediados ou entediantes. Antonioni ganhou, com este filme, o prêmio de melhor direção no Festival de Berlin de 1961.
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Quinta-feira, 29/01, às 18h30, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

E o Vento Levou (Dir. Victor Fleming, EUA, 1939, 240 min.)
A história de amor entre ScarlettO'Hara (Vivien Leigh) e RhettButtler (Clark Gable), dois sulistas, tem como pano de fundo a Guerra Civil Americana, e resultou no filme mais grandioso da história do cinema (os valores que envolvem a produção, se corrigidos, seriam inviáveis na Hollywood de hoje). Creditado ao diretor Victor Fleming, E o Vento Levou tem como verdadeiro autor o produtor David Selznick, numa produção conjunta entre sua SelznickInternational Pictures e a Metro-Goldwyn-Mayer. Selznick era conhecido por sua personalidade forte, e pelo problema que criava para outros diretores, sempre insatisfeitos com sua vigilância. Outros cineastas que passaram pela produção foram George Cukor e Sam Wood, ambos não creditados.
Sesc Bom Retiro (Alameda Nothmann, 185). Quinta-feira, 29/01, às 19h30, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

Zambézia (Dir.: Wayne Thornley, Africa do Sul, 2012, 85 min.)
Kai é um pequeno falcão ingênuo, mas persistente, meio atrapalhado, mas com uma certa esperteza. Seu sonho é chegar na cidade de Zambézia, localizada à beira do lindo Victoria Falls. É um lugar paradisíaco, ideal para qualquer tipo de ave. Chegando a seu sonhado destino, descobre a verdade sobre suas origens, e aprende o valor de uma comunidade ao ajudar na defesa da cidade. Animação sul-africana de sucesso, com ótimo time de dubladores, tanto no original quanto na versão brasileira.
Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1000). Quinta-feira, 29/01, às 20h, Grátis.

Hoje eu Quero Voltar Sozinho (Dir. Daniel Ribeiro, Brasil, 2014, 95min.)
Leonardo, um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.
Sesc Campo Limpo (Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120). Quinta-feira, 29/01, às 20h, Grátis.

O Menino e o Mundo (Dir. Alê Abreu, Brasil, 2014, 80 min.)
Dirigido por Alê Abreu, O Menino e o Mundo narra a história de um menino que parte em busca do pai. No longo percurso, ele descobre, ao mesmo tempo, a imensidão do mundo e a força da imaginação. Os traços são simples e eficientes. Seguem a compreensão infantil das coisas, com grande sensibilidade. A animação usa diversas técnicas: giz de cera, aquarela, lápis de cor, colagens. Com poucos diálogos, a aventura visual proposta pelo diretor é de incrível beleza.
Sesc Osasco (Avenida Sport Club Corintians Paulista, 1300). Quinta-feira, 29/01, às 20h, Grátis.

Laranja Mecânica (Dir. Stanley Kubrik, EUA, 1971, 136 min.)
Um dos filmes mais controversos e amados de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica mostra uma gangue extremamente violenta liderada pelo psicopata Alex (Malcolm McDowell). Eles andam pelas ruas de uma Inglaterra do futuro, aterrorizando mulheres e idosos. Obviamente, Alex é apanhado pelas autoridades. E então se submete a um tratamento experimental e cruel para conter seus impulsos violentos. Baseado em livro igualmente controverso de Anthony Burgess, o filme foi muito criticado à época por suas imagens de intensa violência. É o primeiro filme de Kubrick após o imenso sucesso de 2001 – Uma Odisseia no Espaço (1968).
Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245). Quinta-feira, 29/01, às 21h, R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

Serviço

Preço . Preços variam de acordo com a unidade do Sesc.

Data 27 Jan 2015-29 Jan 2015

Horário de abertura Confira a programação em diversas unidades do Sesc.

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.