Time Out São Paulo

Retrospectiva do Cinema Novo

Este evento terminou

Retrospectiva do Cinema Novo

Data 30 Abr 2015-15 Jun 2015

Horário de abertura Confira os horários das sessões na programação.

Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Mariana

Telefone (11) 3512 6111

O evento da Cinemateca faz uma grande homenagem a um dos movimentos centrais da cultura brasileira, o Cinema Novo. A mostra exibe 53 filmes - 35 longas-metragens e 18 curtas-metragens - diversos deles raramente exibidos. Além disso há uma exposição com diversos materiais referentes à produção dos filmes.

A retrospectiva apresenta alguns dos primeiros passos de cineastas ligados ao movimento: Pátio (1959), primeiro curta de Glauber Rocha, uma obra experimental interpretada por Helena Ignez; O Poeta do Castelo e O Mestre dos Apipucos (1959), dois curtas de Joaquim Pedro de Andrade acerca do trabalho de Manoel Bandeira e Gilberto Freyre, respectivamente; Arraial do Cabo (1960), obra inaugural de Paulo César Saraceni, dirigido em parceria com o fotógrafo Mário Carneiro; os marcos do cinema baiano Bahia de Todos os Santos (1960), de Trigueirinho Neto, A grande Feira (1961) e Tocaia no Asfalto (1962), de Roberto Pires; o longa coletivo Cinco Vezes Favela (1962), com episódios de Joaquim Pedro de Andrade, Leon Hirszman, Carlos Diegues, Miguel Borges e Marcos Farias, uma das principais obras do período.

A mostra ainda traz filmes raros como Gimba, Presidente dos Valentes (1963), de Flávio Rangel, Ganga Zumba (1964), A Grande Cidade (1966) e Os Herdeiros (1969), de Carlos Diegues, O Grito da Terra (1964), de Olney São Paulo, Garota de Ipanema (1967), de Leon Hirszman e Memória de Helena (1969), de David Neves.

Além disso, serão exibidas novas cópias em 35mm de Esse Mundo é Meu (1964), de Sérgio Ricardo e O Bravo Guerreiro (1968), de Gustavo Dhal, produzidas especialmente para esta mostra. Cópias restauradas anteriormente pela Cinemateca, e ainda inéditas em São Paulo, de filmes como Câncer (1968/1972), de Glauber Rocha, S. Bernardo (1972), de Leon Hirszman, Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Jr., Os cafajestes (1962), de Ruy Guerra e O Padre e a Moça (1966), de Joaquim Pedro de Andrade.

Já a exposição traz roteiros originais e storyboards que registram o processo criativo das obras; documentos que mostram a repercussão do movimento no Brasil e no exterior (reportagens de jornais nacionais e estrangeiros, artigos da crítica especializada, folhetos dos filmes e de eventos, certificados de premiação); documentos que registram as relações pessoais e profissionais entre os integrantes do cinema novo (cartas, poemas, críticas dos filmes); publicações diversas sobre o Cinema Novo; materiais de divulgação: cartazes originais, muitos criados por grandes nomes das artes gráficas no país (Rogério Duarte, Ziraldo, Rubens Gerchman, Lielzo Azambuja) e fotografias (de cena, de filmagens, das personalidades, reprodução de fotogramas dos filmes).

Confira a programação completa da mostra no site cinemateca.gov.br.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus