Time Out São Paulo

Anos 80 e Cultura Pop

Este evento terminou

Anos 80 e Cultura Pop

Data Dom 30 Ago 2015

Horário de abertura Confira os horários das sessões na programação.

Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Mariana

Telefone (11) 3512 6111

A Cinemateca Brasileira destaca em sua programação alguns filmes que marcaram os anos 1980. Foi nesse período que novas gerações de cineastas usando do humor e elementos da cultura pop desenvolveram formas narrativas que trouxeram novo fôlego a gêneros como o melodrama, a ficção, o musical, o policial, a biografia histórica.

Entre os destques da mostra, o drama histórico reinventado em Lili Marlene, de Rainer Werner Fassbinder; as histórias familiares no melodrama A lei do Desejo, de Pedro Almodóvar e na comédia Um Hotel Muito Louco, de Tony Richardson; as biografias musicais ficcionais - e inspiradas em figuras reais - Bete Balanço, de Lael Rodrigues e Stelinha, de Miguel Faria Jr.; as ironias com a televisão em Dias melhores Virão, de Carlos Diegues e na releitura da clássica série Além da Imaginação em No Limite da Realidade, de Joe Dante, John Landis, George Miller e Steven Spielberg.

Além desses, a programação traz títulos como a animação musical American Pop, de Ralph Bakshi, um grande cult da década; dois grandes clássicos do cinema paulista: o inovador O Olho Mágico do Amor, de José Antonio Garcia e Ícaro Martins e o "neon realismo" de Anjos da Noite, de Wilson Barros; e três obras-primas de Eric Rohmer que exploram magistralmente o clima da época e integrantes da série 'Comédias e Provérbios': Noites de Lua Cheia, Pauline na Praia e O Raio Verde.

Confira a programação completa e sinopses:

QUINTA 13/08
SALA BNDES
18h No Limite da Realidade
20h O Olho Mágico do Amor

SEXTA 14/08
SALA BNDES
18h A Lei do Desejo
20h Stelinha

SÁBADO 15/08
SALA BNDES
16h Dias Melhores Virão
18h American Pop
20h Bete Balanço

DOMINGO 16/08
SALA BNDES
16h Um Hotel Muito Louco
18h Lili Marlene
20h Anjos da Noite

DOMINGO 30/08
SALA PETROBRAS
16h Noites de Lua Cheia
18h Pauline na Praia
20h O Raio Verde

American Pop, de Ralph Bakshi
EUA, 1981, 35mm, cor, 96' | Legendas em português
Animação sobre quatro gerações de uma família judia russa de músicos, narrada em paralelo com a história da música popular americana no século XX. Belíssimo cult de Ralph Bakshi, muito popular quando foi lançado nos cinemas.

Anjos da Noite, de Wilson Barros
São Paulo, 1987, 35mm, cor, 98’
com Zezé Motta, Antonio Fagundes, Marco Nanini, Chiquinho Brandão
Diversas personagens – entre elas uma ex-manequim, um diretor teatral, uma atriz decadente, um gigolô, um transformista e um delegado corrupto – estão envolvidas com dois crimes aparentemente gratuitos. Ao lado de nomes como Chico Botelho e Guilherme de Almeida Prado, Wilson Barros fez parte da geração de cineastas paulistas que se consagrou nos anos 1980 em filmes como Cidade oculta e A Dama do Cine Shanghai, representantes do chamado neon-realismo. Unindo referências da cultura pop ao imaginário dos inferninhos paulistanos, Anjos da noite foi premiado em diversos festivais brasileiros. Participação especial de Marília Pêra.

Bete Balanço, de Lael Rodrigues
Rio de Janeiro, 1984, 35mm, cor, 75' | Exibição em Beta Digital
Com Débora Bloch, Lauro Corona, Diogo Vilela, Maria Zilda Bethlem, Hugo Carvana, Andréa Beltrão
Bete é uma garota de Governador Valadares, recém aprovada no vestibular, cantora eventual do bar da cidade. Independente, gosta de teatro, sonha com um espaço maior para o prazer, o trabalho e a vida. A música atrai Bete para o Rio de Janeiro, onde experimenta uma sucessão de coisas boas e más: a redescoberta de Paulinho, a violência urbana, a chance como modelo, o carinho da desconhecida Bia, a decepção com o dono da gravadora, um novo namorado, Rodrigo e a batalha constante pela música. Música original de Roberto Frejat e Cazuza e interpretada pelo Barão Vermelho, grande sucesso de vendas. Primeira parte da "trilogia de Rock", de Lael Rodrigues (1951 -1989). Estreia de Débora Bloch no cinema, num de seus trabalhos mais marcantes.

Dias Melhores Virão, de Carlos Diegues
Rio de Janeiro, 1989, 35mm, cor, 92'
Com Marília Pêra, Paulo José, Zezé Motta, José Wilker, Rita Lee
Maryalva é uma mulher que ganha sua vida fazendo dublagem de seriados norte-americanos para a televisão, mas que sonha se tornar uma estrela internacional de Hollywood. Sátira ao mundo da televisão, com excelente elenco e divertida participação de Rita Lee no papel de uma estrela americana.

Um Hotel Muito Louco (The Hotel New Hampshire), de Tony Richardson
EUA, Inglaterra, Canadá, 1984, 35mm, cor, 109' | Legendas em português
Com Rob Lowe, Jodie Foster, Paul McCrane, Nastassja Kinski
A família Berry procura pelo hotel perfeito. O pai encontra o lugar ideal numa vistosa construção em New Hampshire. É lá que a família viverá estranhos desastres. Adaptado de um romance de John Irving pelo próprio diretor, numa comédia dramática com excelente elenco.

A Lei do Desejo (La ley del deseo), de Pedro Almodóvar
Espanha, 1987, cor, 35mm, 102' | Legendas em português
Com Eusebio Poncela, Carmen Maura, Antonio Banderas, Miguel Molina
Pablo, um diretor de cinema que se envolve com um assassino, Antonio, enquanto cria um filme para ser estrelada por Tina, sua irmã transexual que mudou de sexo para manter um caso incestuoso com o pai. Uma das obras-primas de Almodóvar, de clima surreal e delirante. Vencedor do Teddy no Festival de Berlim em 1987.

Lili Marlene (Lili Marleen), de Rainer Werner Fassbinder
Alemanha, 1981, 35mm, cor, 111' | Legendas em português
Com Hanna Schygulla, Giancarlo Giannini, Mel Ferrer
Na Alemanha nazista, uma popular cantora se apaixona por músico judeu que participa da resistência. Cruel melodrama de Fassbinder, um de seus filmes mais famosos, inspirado pela história real de Lale Andersen, intérprete da melancólica e popular canção título. Brilhante interpretação de Hanna Schygulla no papel central.

No Limite da Realidade (Twilight Zone: The Movie), de Joe Dante, John Landis, George Miller e Steven Spielberg
EUA, 1983, 35mm, cor, 101' | Legendas em português
Com Dan Aykroyd, Albert Brooks, Vic Morrow, Scatman Crothers, Kathleen Quinlan
Quatro histórias de terror, suspense e ficção científica, baseadas na popular série de televisão "Além da Imaginação". Um homem racista, que sente na pele a sensação de exclusão apenas devido à cor de sua pele ao viajar no tempo até a Alemanha nazista. Homem chega em um asilo e realiza os desejos dos moradores do local, ao transformá-los em jovens encarnações de si próprios. Um garoto de 10 anos, ganha uma carona de uma mulher e passa a aprisioná-la, juntamente com outras pessoas, em um universo por ele criado. Um passageiro está em um avião e tenta convencer outras pessoas, inutilmente, da existência de uma criatura do lado de fora da aeronave, tentando sabotá-la.

Noites de Lua Cheia (Les nuits de la pleine lune), de Eric Rohmer
França, 1984, 35mm, cor, 100’ | Legendas em português | Exibição em 16mm
Com Pascale Ogier, Tchéky Karyo, Fabrice Luchini
Louise encerrou recentemente seus estudos de artes e agora trabalha como estagiária numa firma de decoração de interiores. Ela mora com Remi, seu namorado, num apartamento no subúrbio de Paris. Remi quer se casar mas Louise está reticente, pois acredita que perderá a liberdade. Ela passa a ficar parte do seu tempo em seu apartamento no centro de Paris, pois acredita que isto fortalecerá a relação com Remi. Porém, sentindo-se sozinha, ela passa a se encontrar com frequência com Octave, seu amigo escritor, e inicia um flerte com Bastien, um jovem músico. Parte integrante do ciclo das Comédias e provérbios, do mestre Rohmer. Melhor atriz no Festival de Veneza para Pascale Ogier.

O Olho Mágico do Amor, de José Antonio Garcia e Ícaro Martins
São Paulo, 1981, 35mm, cor, 85’ | Exibição em Beta digital
Com Carla Camurati, Tânia Alves, Sérgio Mamberti, Ênio Gonçalves
Moça consegue emprego como secretária da Sociedade Paulista de Amigos da Ornitologia, que funciona na Boca do Lixo. Ao trocar um quadro de lugar, descobre um buraco na parede, que dá para um quarto de hotel. Ela aproveita a ausência do patrão para espionar o que acontece – uma prostituta recebendo seus clientes – e passa a viver uma aventura erótica a partir do que vê no quarto ao lado. Primeiro filme da dupla de diretores, sempre com Carla Camurati no elenco, num dos grandes filmes brasileiros da década de 1980. Fotografia de Antonio Meliande.

Pauline na Praia (Pauline à la plage), de Eric Rohmer
França, 1983, 35mm, cor, 95’ | Legendas em português | Exibição em 16mm
Com Amanda Langlet, Pascal Greggory, Simon de la Brosse, Féodor Atkine
Pauline tem 15 anos e vai passar as férias de outono com Marion, sua prima mais velha. Elas vão para a costa francesa do Atlântico, onde Marion reencontra um velho amigo, Pierre. Apesar do interesse dele, Marion prefere ficar com o aventureiro Henri, apesar de saber que o relacionamento deles não tem futuro. Paralelamente Pauline mantém um romance com o adolescente Sylvain. Até que Henri decide usar Sylvain para se livrar de um problema que teve com Marion, o que atrapalha seu namoro com Pauline. Parte integrante do ciclo das Comédias e provérbios, numa das muitas obras-primas de Rohmer.

O Raio Verde (Le rayon vert), de Eric Rohmer
França, 1986, 35mm, cor, 95’ | Legendas em português | Exibição em 16mm
Com Marie Rivière, Béatrice Romand, Vincent Gauthier
Delphine é uma secretária que não sabe o que fazer após sua companheira de férias desistir da viagem duas semanas antes da partida. Ela não quer viajar sozinha, mas está sem namorado e não tem facilidade para fazer novas amizades. Uma velha amiga a leva a Cherbourg mas, arrependida, poucos dias depois ela retorna a Paris. Delphine vai aos Alpes, mas logo retorna novamente. Sua última tentativa é para a praia, mas também desanima e resolve tomar o trem para Paris. É quando, já na estação, o olhar de um homem cruza com o seu, o que faz pensar em ficar. O título se refere ao momento durante o crepúsculo quando o sol emite seu último feixe de luz, e que trará o amor a quem puder vê-lo. Outra obra-prima do ciclo das Comédias e Provérbios de Rohmer, com grande interpretação de Rivière no papel principal.

Stelinha, de Miguel Faria Jr.
Rio de Janeiro, 1990, 35mm, cor, 100' | Exibição em HDCam
Com Esther Góes, Marcos Palmeira, André Barros, Lília Cabral, Pedro Cardoso
A ascensão e queda de uma ex-estrela do rádio brasileiro nos anos 50. Com três meses de aluguel vencido, Stelinha afoga sua frustração com o presente inglório no fundo de um copo. Durante um de seus ataques de depressão, é socorrida por Eurico, líder de uma banda de rock. Stelinha era ídolo de sua mãe e, por compaixão, o rapaz tenta reerguê-la, dando-lhe a oportunidade de um novo começo. O grande desafio, porém, será enfrentar o derrotismo da própria cantora. Roteiro de Rubem Fonseca. Adriana Calcanhotto canta as canções interpretadas por Esther Góes, em excelente performance no papel principal.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus