Time Out São Paulo

11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

Este evento terminou

11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

Preço Os preços variam de acordo com o local de exibição. Confira na programação.

Data 20-27 Jul

Horário de abertura Confira os horários das sessões na programação.

A mulher é o principal foco da 11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo. Dos 118 filmes em exibição na mostra, 53 são dirigidos por elas. Aliás, a nova edição do evento tem como grande homenageada a diretora paulista Anna Muylaert, que lança seu novo longa, Mãe Só Há Uma (2016), depois do grande sucesso Que Horas Ela Volta? (2015).

Além disso, o festival traz as mostras especiais como 'Divas', que apresenta filmes da época de ouro do cinema mexicano (ocorrida a partir da década de 1940); a já tradicional Mostra Contemporânea; e uma voltada ao trabalho de Muylaert. Outro destaque feminino fica para os debatedores escalados para as mesas de discussão, sendo que 66% deles são mulheres. 

Várias pré-estreias de novos longas-metragens brasileiros estão programadas. Além de Mãe Só Há Uma, o festival exibe Estopô Balaio, de Cristiano Burlan, sobre o trabalho do coletivo homônimo na periferia leste paulistana; Linha de Fuga, de Alexandre Stockler, estrelado por Gustavo Machado, Maria Manoela e Martha Nowill; e Eu Te Levo, de Marcelo Müller, com Anderson Di Rizzi, Giovanni Gallo e Rosi Campos à frente do elenco.

Inéditos em São Paulo, três outros longas completam a seleção contemporânea: Planeta Escarlate, de Dellani Lima, com atuação e codireção do músico cult Jonnata Doll; Por Trás do Céu, de Caio Soh, estrelado por Nathalia Dill, Emílio Orciollo e Paula Burlamaqui; e Clarice ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois, do diretor cearense Petrus Cariry.

Destaques latinos
Dos títulos internacionais da seção Contemporâneos, três são argentinos: Forasteiro, de Lucía Ferreyra, exibido com repercussão no Festival de Cinema Independente de Buenos Aires; A Geada Negra, de Maximiliano Schonfeld, lançado na seção Panorama do Festival de Berlim; e Paula, estreia no longa-metragem do premiado curta-metragista Eugenio Canevari.

A representação mexicana tem como destaque obras do diretor David Pablos, que tem presença confirmada no festival. Ela acompanha as projeções de As Escolhidas, exibido no Festival de Cannes, e de Uma Fronteira, Todas as Fronteiras, documentário que integra a mostra DocTV Lartinoamérica 10 Anos. Também vindo do México, Yo, de Matías Meyer, esteve em Roterdã, entre outros festivais. Seu ator principal, Raúl Silva, premiado no Festival de Morélia, acompanha as exibições do filme em São Paulo.

Exibido nos festivais de Sundance e Berlim, o chileno Aqui Não Aconteceu Nada é inédito no Brasil e é acompanhado da presença em São Paulo de seu diretor Alejandro Fernández Almendras, que teve seu longa anterior, Matar A Um Homem, exibido na edição de 2014 do festival. Nova sensação do cinema paraguaio, A Última Terra, de Pablo Lamar, foi selecionado – e premiado – no Festival de Roterdã.

Em O Mundo de Carolina, a diretora uruguaia Mariana Viñoles discute o filme que fará com sua protagonista, que é portadora de síndrome de Down. O filme é inédito no Brasil e a realizadora, cujo Os Uruguaios abriu o festival em 2008, acompanha as projeções em São Paulo, além de participar do debate 'Mulheres Atrás das Câmeras'. Já o guatemalteco A Maior Casa do Mundo, da dupla Ana V. Bojórquez e Lucía Carreras, colheu elogios em suas projeções nos festivais de Berlim, Biarritz e Huelva.

O evento acontece nas salas: Cinesesc (Rua Augusta, 2075), Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112), Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000), Circuito Spcine Olido (Avenida São João, 473), Circuito Spcine Caminho do Mar (Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 5241), Circuito Spcine Meninos (Rua Barbinos, 111), Circuito Spcine Perus (Rua Bernardo José de Lorena, s/nº), Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo (Rua Doutor Plínio Barreto, 285).

Confira a programação completa do festival no site festlatinosp.com.br.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus