Time Out São Paulo

Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Este evento terminou

Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Data 01-14 Jun

Horário de abertura Confira os locais e horários das sessões na programação.

A 6ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, o mais importante evento audiovisual sul-americano dedicado a temas socioambientais, traz como destaques uma homenagem ao cineasta Vincent Carelli (dos premiados Corumbiara [2009] e Martírio [2016]), uma retrospectiva de clássicos brasileiros que têm a Amazônia como temática; sessão especial de Eis os Delírios do Mundo Conectado (2016), do diretor alemão Werner Herzog, além da Mostra Contemporânea Internacional, Competição Latino-Americana e o Concurso Curta Ecofalante. 

Vincent Carelli, o grande homenageado do evento, é indigenista e premiado documentarista. A programação inclui, além de seus longas-metragens recentes (os elogiados Corumbiara e Martírio), títulos marcantes realizados pelo projeto Vídeo das Aldeias, criado pelo cineasta nos anos 1980. A obra de Carelli, que estará presente, será o centro do debate Cinema de Resistência, agendado para o dia 13 de junho (terça-feira), às 20h, no Reserva Cultural.

Do polêmico diretor alemão Werner Herzog (de Aguirre, a Cólera dos Deuses [1972] e O Homem Urso [2005]) é projetado Eis os Delírios do Mundo Conectado, uma produção norte-americana que aborda o mundo virtual, desde as suas origens até os seus maiores desenvolvimentos. O filme foi lançado mundialmento no importante Festival de Sundance.

Já o Panorama 'A Amazônia no Imaginário Cinematográfico Brasileiro' traz obras premiadas realizadas no período de 1974 a 1991 por realizadores como Hector Babenco, Carlos Diegues, Gustavo Dahl, Zelito Viana, Hermano Penna e André Luiz Oliveira. Os três últimos participam de debate no dia 1º de junho (quinta-feira), às 19h20, no Caixa Belas Artes.

Voltada a produções recentes vindas de diversas partes do planeta, a Mostra Contemporânea Internacional traz 39 títulos (34 deles inéditos no Brasil) organizados em sete eixos temáticos: alimentação & gastronomia; cidades; contaminação; economia; mudanças climáticas; povos & lugares; e trabalho. Cada um desses temas é acompanhado por debates específicos, que ocorrem de 2 a 8 de junho, no Reserva Cultural. Outra atração é a Competição Latino-Americana, que selecionou 32 títulos representando sete países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, México e Uruguai.

Sete filmes da programação foram selecionados para as recentes edições do Festival de Berlim. Na Mostra Contemporânea Internacional estão três títulos inéditos no Brasil: o chinês Minha Terra, o divertido Desejo de Carne (Holanda) e Batalha Inuk, sobre as dificuldades de uma nação indígena esquimó. Na Competição Latino-Americana figuram outras quatro obras que passaram no festival alemão: o argentino Damiana Kryygi e os curtas-metragens Aurelia e Pedro (mexicano vencedor de menção especial na mostra Generation Kplus), o brasileiro Das Águas que Passam e O Mergulhador (México).

Com participações no Festival de Veneza, estão incluídos o inédito no Brasil Complexo Fabril (sul-coreano que venceu o Leão de Prata no evento italiano), o francês Gigante (eleito melhor produção sobre ecologia e desenvolvimento sustentável), Champ des Possibles (Canadá) e o brasileiro Solon.

Além de Eis os Delírios do Mundo Conectado, de Werner Herzog, outros três longas e um curta-metragem participaram do Sundance Festival: o inédito no Brasil Uma Caçadora e Sua Águia; o britânico Quando Dois Mundos Colidem, vencedor de prêmio especial do júri no evento norte-americano; Máquinas, vencedor do prêmio de melhor documentário da mostra World Cinema do Sundance e também inédito por aqui; e o curta Casa à Venda (Cuba/Colômbia).

O circuito de exibição é integrado por 30 espaços culturais da cidade: Reserva Cultural, Caixa Belas Artes, salas do Circuito Spcine (Centro Cultural São Paulo, Cine Olido, Centro Cultural Cidade Tiradentes, Biblioteca Roberto Santos, CEU Aricanduva, CEU Butantã, CEU Caminho do Mar, CEU Feitiço da Vila, CEU Jaçanã, CEU Jambeiro, CEU Meninos, CEU Parque Veredas, CEU Paz, CEU Perus, CEU Quinta do Sol, CEU São Rafael, CEU Três Lagos, CEU Vila Atlântica e CEU Vila do Sol) e unidades das Fábricas de Cultura (Vila Curuçá, Sapopemba, Itaim Paulista, Parque Belém, Brasilândia, Capão Redondo, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha).

Confira a programação completa no site ecofalante.org.br.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus