Time Out São Paulo

Cine Sesi-SP no Mundo

Este evento terminou

Cine Sesi-SP no Mundo

Data 12 Ago-30 Set

Horário de abertura Confira os horários das sessões na programação.

Buy tickets for Cine Sesi-SP no Mundo

Centro Cultural Fiesp
Avenida Paulista, 1313, Bela Vista

Telefone 3146-7439

Estações próximas
Trianon-Masp

A 11ª edição do Cine Sesi-SP no Mundo celebra o cinema francês exibindo oito grandes produções do país que inventou a sétima arte. Entre eles, filmes de diretores consagrados, como Jean-Luc Godard e Jacques Tati (1907-1982), e a icônica performance da atriz Jeanne Moreau (1928-2017), falecida em julho deste ano, em Ascensor para o Cadafalso (1958).

O longa Duas Garotas Românticas (1967), de Jacques Demy, destaca-se pela temática musical dos anos 1960, com direito a cenários figurinos característicos, e por um diretor que não mediu esforços ou recursos financeiros para produzir a obra. Em contrapartida, em O Desprezo (1963), Godard questiona o efeito do sucesso comercial em sua expressão criativa, representada no filme pelo protagonista Paul Javal, roteirista que vê sua esposa desprezá-lo enquanto busca agradar um produtor estrangeiro. Apesar dos dois filmes retratarem o auge da carreira dos cineastas, um o faz como algo oportuno, que dá margem a novas conquistas, e o outro com um pesar, que motiva sentimentos e ações conflituosas.

Filme de maior importância histórica dentro da mostra, O Batedor de Carteiras (1959), de Robert Bresson, inova ao filmar diversos elementos, e não apenas o rosto como fonte majoritária de expressão. Enaltece o realismo do comportamento humano sem a espetacularização vista nos cinemas americanos. Vândalo (2013), de Hélier Cisterne, traz, 54 anos depois da obra de Bresson, uma produção que debate o mesmo tema: o comportamento desajustado do protagonista como forma de expressão de um jovem desalentado.

Ascensor para Cadafalso (1958), de Louis Malle, foi produzido no estilo film noir, com planos expressivos, uso de contrastes e sombras, retrato das fraquezas humanas e ambientes urbanos realistas. Além disso, torna-se um marco ao mostrar a bela atriz Jeanne Moreau sem maquiagem e utilizar o jazz de Miles Davis como trilha sonora – duas iniciativas ousadas que o distanciaram dos sucessos de Hollywood. Assim como na obra de Malle, O Pequeno Tenente (2005), de Xavier Beauvois, é um drama policial, em que os conflitos morais e psicológicos dos personagens ganham mais importância que os detalhes sórdidos dos crimes com os quais se envolvem.

O Carrossel da Esperança (1949) de Jacques Tati, e A Lei da Selva (2016), de Antonin Peretjatko, fazem uma crítica humorada à megalomania, zombando das instituições e da supervalorização do eu. Enquanto uma história se passa em uma cidadezinha pacata, a outra acontece na Amazônia, os dois filmes se conectam ao preservar o humor como método de crítica aos poderes e às fantasias que os sustentam.

Confira a programação completa e reserve seu ingresso gratuito no site centroculturalfiesp.com.br.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus