Com ou sem pipoca

As estreias da semana, por André de Leones

Divulgação
Mel Gibson volta ao cinema de ação em 'Plano de Fuga'


Edgar Allan Poe encabeça as estreias da semana. Interpretado por John Cusack, o autor de Os Assassinatos da Rua Morgue é agora personagem de uma trama de suspense onde um assassino encontra um jeito assim terrível de “citar” o escritor. O filme, claro, intitula-se O Corvo, e talvez seja o caso de invocar um verso deste célebre poema (na tradução de Fernando Pessoa): “Noite, noite e nada mais”.

Encontramos alguns criminosos pouco afáveis em Plano de Fuga. Neste, depois de fugir para o México, o ladrão vivido por Mel Gibson faz de tudo para fugir do México. Opção bem menos carregada é o drama agridoce O Que Eu Mais Desejo, em que não há assassinos, explosões e outras coisas assim horrendas, mas uma criança viajando rumo a um milagre que possa reuni-la com seu irmão.

Milagre seria um filme realmente bom estrear nas telas paulistanas por esses dias.

O Corvo | O Que Eu Mais Desejo | Plano de Fuga |
 


O CORVO (The Raven)
 


Edgar Allan Poe (1809-1849) criou uma obra literária que muitos por aí caracterizam usando o palavrão “seminal”. Ou seja: sua prosa estabeleceu os parâmetros para as narrativas policiais e também para a literatura fantástica que até hoje seguem firmes e fortes, não obstante alguns chatos as chamarem de “subgêneros”. Há quem o considere o primeiro grande escritor genuinamente norte-americano. Foi, ainda, um poeta vigoroso (seu poema mais célebre é, justamente, O Corvo), crítico literário, jornalista, editor e alcoólatra, dedicando-se com empenho a cada uma dessas atividades.

O filme O Corvo não tem interesses, digamos, literários. Há um assassino inspirando-se nas narrativas de Poe (John Cusack) para fazer das suas e, mais do que isso, desafiando o escritor a entrar no jogo. Uma premissa vagamente similar funcionou muito bem em Instinto Selvagem, filme de Paul Verhoeven lembrado menos por isso (Verhoeven) e mais pela performance, digamos, à flor da pele de Sharon Stone. Bons tempos.

A praia aqui é outra, obviamente. Areia nos olhos e ouvidos. Os espectadores que, por acaso, já tenham lido os contos de Poe talvez se divirtam reconhecendo as inúmeras referências à obra do sujeito. Os demais, provavelmente ansiosos por um barulhento jogo de apropriação destrutiva na linha dos recentes Sherlock Holmes, nos quais Robert Downey Jr. interpreta Tony Stark sem os trajes do Homem de Ferro, com certeza se sentirão mais em casa.

Dir. James McTeigue, EUA, Espanha, Hungria, 2012. John Cusack, Alice Eve, Luke Evans, Brendan Gleeson, Oliver Jackson-Cohen. 110 min.


O QUE EU MAIS DESEJO (Kiseki)
 


O mestre japonês Yasujiro Ozu soube explorar como ninguém os dramas familiares com seu olhar delicado, nunca melodramático. Wim Wenders dedicou-lhe um de seus melhores documentários, Tokyo-Ga. Assim, Hirokasu Kore-Eda tem uma senhora tradição para honrar ou, pelo menos, observar com um mínimo de atenção. Seu O Que Eu Mais Desejo, convenhamos, está bem distante de obras de arte como Pai e Filha ou Contos de Tóquio, mas se movimenta com certa dignidade pelo terreno acidentado das relações humanas. Temos dois irmãos separados pelo divórcio dos pais. Um deles, o mais velho, ouve um colega de escola afirmar que, qualquer desejo que façamos no momento em que dois trens se cruzam, será realizado. A fim de reunir a família, ele empreenderá sozinho uma viagem até um ponto de intersecção na ferrovia.

Dir. Hirokazu Kore-Eda, Japão, 2011. Koki Maeda, Ohshirô Maeda, Ryôga Hayashi, Cara Ushida, Kanna Hashimoto. 128 min.


PLANO DE FUGA (Get the Gringo)
 


Mel Gibson assalta um banco nos EUA e, para não ser preso, foge para o México. O plano resulta desastroso, uma vez que ele é pego pelas autoridades mexicanas e jogado em uma prisão local. Ele terá a ajuda de um garoto e, claro, colocará em andamento o plano do título. Resta saber para onde Gibson tentará fugir. Haiti, talvez. Ou Israel? Não, não Israel.

Dir. Adrian Grunberg, EUA, 2012. Mel Gibson, Peter Stormare, Dean Norris, Aaron Cohen, Patrick Bauchau. 95 min.

Escrito por André de Leones
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.