Os filmes da semana - 12/7/2013

Aproveite as estreias de cinema da semana com as nossas sinopses comentadas

 

Divulgação
Cena do filme 'Homem de Aço'


O diretor Zack Snyder tem uma relação heterodoxa com certos ícones da cultura pop norte-americana. Dono de um olhar que parece sempre pender para o lado mais escuro do que vê, ele visitou o clássico de George Romero Madrugada dos Mortos e as graphic novels 300 e Watchmen com fúria “desrespeitosa”. E agora ele faz o mesmo com o Super-Homen em Homem de Aço. É um dos filmes do ano e o óbvio destaque dentre as estreias da semana. Confiram as sinopses comentadas abaixo.

Homem de Aço | O Cavaleiro Solitário | A Cidade é uma Só | Renoir | A Voz Adormecida
 

Homem de Aço (Man of Steel)

 



O clássico filme de Richard Donner estrelado por Christopher Reeve foi lançado há mais de trinta anos e, embora ainda permaneça como um modelo a ser seguido em termos de cuidado para com um personagem dessa estatura, estava na hora de o Super-Homen ser resgatado para as plateias mais jovens e desencantadas do século XXI. Em 2006, o diretor Bryan Singer lançou o belo Superman – O Retorno, que não caiu nas graças do público dos multiplexes porque é mais um tributo ao filme de Donner (nada contra, é evidente) que um novo começo para a franquia.

Snyder, cineasta mal comportado e extremamente arrojado (arrojado demais, segundo alguns), reinventa o super-herói explorando justamente o que restava meio encoberto nas adaptações anteriores: a irrespondível inadequação do personagem (sobrevivente de um planeta extinto, vivente em um planeta que não é, de fato, seu). Assim, o que temos é um Homem de Aço mais distante e sombrio; suas intenções continuam sendo as melhores possíveis, mas o mundo em que vivemos está muito, muito longe de ser aprazível.

Dir. Zack Snyder, EUA, Reino Unido, Canadá. 2013. Henry Cavill, Amy Adams, Russell Crowe, Michael Shannon, Laurence Fishburne, Diane Lane, Kevin Costner. 143 min.

O Cavaleiro Solitário (The Lone Ranger)

 



Jerry Bruckheimer e Gore Verbinski, produtor e diretor responsáveis pela franquia Piratas do Caribe, ressuscitam o herói mascarado que dá título ao filme, mas o fazem do ponto de vista de seu parceiro Tonto. É pelos olhos dele que o oeste norte-americano, então sob a expansão ferroviária e tudo o que ela trazia (incluindo a violência e a corrupção), é devassado para os espectadores.

Dir. Gore Verbinski, EUA, 2013. Johnny Depp, Armie Hammer, William Fichtner, Tom Wilkinson, Helena Bonham Carter, Barry Pepper. 149 min.

A Cidade é uma Só




Neste documentário, a história de Brasília é contada a partir de cinco moradores da cidade, desde um ex-rapper que agora é marqueteiro político até um vendedor de lotes irregulares localizados na periferia.

Dir. Adirley Queirós, Brasil, 2012. 73 min.

Renoir

 



Em 1915, o já idoso pintor Jean-Auguste Renoir sofre com a viuvez e o peso da idade. Quando a jovem Andrée passa a posar para ele, as coisas adquirem um novo sentido. Esse dramalhão francês interessa menos pelo enredo açucarado e previsível e mais por nos dar um vislumbre da relação do pintor com seu filho, Jean, que depois se tornará um dos maiores cineastas do século passado, diretor de obras-primas como A Regra do Jogo e A Grande Ilusão.

Dir. Gilles Bourdos, França, 2012. Michel Bouquet, Christa Theret, Vincent Rottiers, Thomas Doret, Romane Bohringer. 111 min.

A Voz Adormecida (La Voz Dormida)




Baseado em romance premiado de Dulce Chacón (inédito no Brasil), o filme se passa no pós-guerra civil espanhola. Uma jovem do interior vai para Madri ficar próxima da irmã que está presa e grávida. Na cidade, a jovem conhece um rapaz de família rica que persiste na luta contra a ditadura franquista.

Dir. Benito Zambrano, Espanha, 2011. Inma Cuesta, María León, Marc Clotet, Daniel Holguín. 128 min.

Escrito por André de Leones
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.