Time Out São Paulo

Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros: crítica do filme

Filme é um híbrido do original sem nada a acrescentar

Logo no começo de Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros, Claire, interpretada por Bryce Dallas Howard, diz que as pessoas atualmente não se contentam apenas com dinossauros. “Elas querem algo maior e mais assustador”, explica a administradora do local a possíveis patrocinadores da nova atração do parque temático: um dinossauro híbrido construído pelo homem.

Ironicamente, essa é a descrição exata do quarto filme da série, um espécime alterado geneticamente, mas que mantém todas as características do filme original. A história, os personagens, as situações e os clichês são os mesmos, só que com uma roupagem mais “moderna”.

Além da heroína que parece frágil, mas é dura na queda quando precisa proteger seus sobrinhos, há o herói machão Owen (Chris Pratt), a dupla de crianças em perigo constante, o milionário visionário, o vilão militarista... E por aí vai.

No filme, o casal de heróis precisa salvar os sobrinhos da mocinha do tal novo dinossauro que escapou do cativeiro e ameaça matar tudo que se move na ilha Nublar. Lembrou alguma coisa? A história é praticamente a mesma de Jurassic Park. A única diferença é que os personagens são menos carismáticos. Ou seja, estamos diante de um filme ruim de 1993, só que em HD e cheios de efeitos especiais "mais legais". Você ganha mais indo a um parque de diversões.

Escrito por Rafael Argemon
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Explorando SP

10 lugares para comer empanada em SP

15 programas para fazer com crianças em SP