Missão Impossível – Nação Secreta: crítica do filme

Boas sequências de ação e coadjuvantes garantem diversão

Divulgação
Rebecca Ferguson e Tom Cruise em cena do filme 'Missão Impossível - Nação Secreta'

A indústria cinematográfica de Hollywood nunca foi muito afeita à inovação. Se um filme vai bem nas bilheterias, sequências são produzidas ad infinitum. Já em seu quinto filme, a série Missão Impossível faz parte dessa estratégia. Porém, ao contrário de muitas dessas continuações de qualidade duvidosa, Nação Secreta mantém o bom padrão imposto por J.J. Abrams desde que o cineasta – aqui no papel de produtor – dirigiu Missão Impossível 3. A fórmula de boas sequências de ação com toques de humor, roteiro enxuto e atores bem entrosados está lá. Ou seja, não espere novidades, mas a diversão é garantida.

Talvez Tom Cruise (Ethan Hunt) esteja ficando um pouco velho demais para isso – mesmo que ele ainda tente provar o contrário, dispensando dublês nas cenas perigosas –, mas ele ainda segura a onda quando bem acompanhado. O que é o caso. Simon Pegg (Benji Dunn), Jeremy Renner (William Brandt), Simon McBurney (Atlee), Sean Harris (ótimo como o vilão Solomon Lane) e Rebecca Ferguson (Ilsa Faust) fazem um excelente trabalho.

Mas o destaque principal fica mesmo para Rebecca Ferguson. Sua personagem, Ilsa, passa longe do papel secundário da mocinha dependente do herói. A dubiedade da agente britânica dá um toque de complexidade a uma trama por vezes simples demais, e sua força e independência são muito bem-vindas nesse gênero de filmes tão machista.

Missão Impossível – Nação Secreta é puro entretenimento, mas que não trata o espectador como idiota. Um filme pipoca que, na atual leva de filmes de uma Hollywood que mira seus esforços em agradar adolescentes da geração Y, ganha status de opção imperdível para quem quer pegar um cineminha.

Escrito por Rafael Argemon
Tags: 
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.