Time Out São Paulo

Os filmes da semana – 18/09/2016

Aproveite as estreias de cinema da semana com as nossas sinopses comentadas 

Filmes bem distintos entre si se destacam entre as estreias do circuito. Além da boa refilmagem do clássico Bem-Hur, fique ligado no terror Quando as Luzes se Apagam – que é bem interessante, mas que não chega a ser tão bom quando outras produções de horror atual, como Corrente do Mal ou Invocação do Mal – e, para os fãs do cultuado diretor russo Alexander Sokurov, o documentário Francofonia - Louvre sob Ocupação.

Ben-Hur  |  Esperando Acordada Funcionário do mês Francofonia - Louvre sob Ocupação Mercuriales Quando as Luzes se Apagam

  

Ben-Hur

O nobre Judah Ben Hur é injustamente acusado de traição e condenado à escravidão. Ele sobrevive ao tempo de servidão e descobre que foi enganado por seu próprio irmão adotivo, Messala, partindo, então, em busca de vingança.

Dir. Timur Bekmambetov, EUA, 2016. Rodrigo Santoro, Morgan Freeman, Jack Huston. 123 min.

Esperando Acordada (Les Chaises Musicales)

A violinista amadora Perrine ganha a vida tocando em festas de aniversário de crianças e em asilos. Um dia, a caminho de um evento para o qual foi contratada, ela se perde. Ao perguntar a um desconhecido como chegar ao local, ela acidentalmente provoca um acidente e, logo em seguida, foge. No dia seguinte ela descobre que o homem está no hospital, em coma. Tomada pelo sentimento de culpa, Perrine decide fazer o que for possível para amenizar a dor do tal homem.

Dir. Marie Belhomme, França, 2015. Isabelle Carré, Carmen Maura, Philippe Rebbot. 83 min.

Funcionário do mês (Quo Vado)


Nascido em uma família rica, Checco nunca sentiu falta de nada na vida e, já adulto, conseguiu um emprego como funcionário público que lhe demanda muito pouco. No entanto, cortes nos gastos do Governo fazem com que a vida dele seja virada do avesso, pois ele precisa decidir entre abandonar o seu amado emprego ou ser transferido para o Polo Norte.

Dir. Gennaro Nunziante, Itália, 2016. Checco Zalone, Eleonora Giovanardi, Sonia Bergamasco. 86 min.

Francofonia - Louvre sob Ocupação (Francofonia, le louvre sous l’occupation)


Pensando na relação entre arte e poder, o documentário filmado no Museu do Louvre questiona sobre o que a arte pode nos ensinar, inclusive nos momentos mais sangrentos do mundo.

Dir. Alexander Sokurov, França/Alemanha/Holanda, 2016. Louis-Do de Lencquesaing, Benjamin Utzerath, Vincent Nemeth. 84 min.

Mercuriales


A jovem Lisa sai da Moldávia e se muda para a periferia de Paris em busca de novas oportunidades. Já a francesa Joane sonha em ser dançarina, mas nunca fez aulas de dança. As duas se encontram durante um emprego temporário nas sofisticadas torres empresariais Mercuriales e se tornam grandes amigas. Elas viajam juntas, saem de noite, cuidam da filha pequena de uma amiga e sonham com o futuro.

Dir. Virgil Vernier, França, 2014. Ana Neborac, Philippine Stindel, Jad Solesme. 108 min.

Quando as Luzes se Apagam (Lights out)


O menino Martin sofre com as crises depressivas de sua mãe, Sophie, que anda pela casa conversando com uma pessoa imaginária. Sem conseguir dormir, o garoto acaba chamando a atenção da assistente social de sua escola, que entra em contato com Rebecca, meia-irmã mais velha de Martin, que passou pelos menos problemas quando seu pai abandonou a família. Ao ir a casa de Sophie, com quem não tem mais contato, Rebecca percebe que há algo de errado, e que essa situação é culpa de Diana, o fantasma de uma garota perturbada que foi amiga de sua mãe quando ela era interna de uma manicômio.

Dir. David F. Sandberg, EUA, 2015. Teresa Palmer, Emily Alyn Lind, Alicia Vela-Bailey. 90 min.

Leia nossa crítica do filme Quando as Luzes se Apagam

Escrito por Rafael Argemon
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Os filmes da semana – 01/12/2016

Ceia de Natal da Casa Santa Luzia

Rodízio de brigadeiro