No ponto certo

 Ligue os pontos e desfaça alguns nós no café com tricô que completa um ano na cidade

Jair Lanes/ Divulgação
A Novelaria Knit Café é um ponto de encontro para quem quer resgatar o hobby da bisa

 Receber um convite para conhecer um lugar enrolado e cheio de pontos sem nó não parece ser lá um local tão convidativo assim. Mas o que pensar então da possibilidade de tricotar com as amigas ao menos por algumas horas durante a semana? Na Novelaria Knit Café, lãs, linhas e um bom papo aguardam as clientes que querem melhorar suas habilidades manuais e reavivar tradições do tempo das bisavós. No espaço charmoso, é possível tomar um café, comprar produtos de armarinhos e ainda aprender técnicas de bordado, feltragem, tricô e crochê.

A ideia do espaço nasceu com as amigas Lica Isak e Priscila Bueno, que abriram o primeiro café de tricô de São Paulo em junho do ano passado. Priscila, que é tradutora, conta que o plano surgiu por uma desilusão em relação ao seu trabalho da época. “Comecei a bordar e fazer crochê por hobby e quando comecei a procurar por lojas que tivessem linhas bacanas, não encontrei”, relembra.

Foi daí que cresceu a vontade de abrir seu próprio armarinho, mesmo sem o apoio dos amigos mais chegados. “Todo mundo me desencorajou”, conta ela. “Achavam que não haveria quem se interessasse por isso.”

Depois de algumas confabulações e pesquisas de mercado, Priscila e Lica, formada em terapia ocupacional, decidiram embarcar na onda de espaços semelhantes, encontrados em cidades americanas como São Francisco e San Diego. Adaptaram à moda brasileira e abriram um café simpático para receber as noveleiras – no sentido de novelo, só para esclarecer.

O clima acabou atraindo um público que as sócias não esperavam, mas também muito bem-vindo. O espaço já recebeu uma professora de inglês, que ficou tricotando e praticando a língua com uma aluna e, em outra ocasião, uma terapeuta ocupacional que usou o lugar para uma sessão com uma paciente. E não é que fazer tricô é praticamente uma terapia? Para quem se interessou, mas quer aproveitar o espaço sem fazer as aulas – que custam entre R$ 53 a R$ 104 por dia, dependendo da técnica –, uma ótima notícia: é só chegar com suas agulhas e se acomodar nos sofás.

Se você quiser, também pode bebericar ou petiscar alguma delícia, como o crumble de maçã (R$ 8), e os chás, servidos em porcelana decorada (R$ 6, o bule).

R. Mourato Coelho, 678, Vila Madalena, 3729-7188. Seg. a sáb., 10h-18h. Aulas avulsas, R$ 53-R$ 104; mensalidades, R$ 160-R$ 360. novelaria.com.br

Escrito por Anita Porfírio
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.