Time Out São Paulo

Concentração local

Depois de um 2013 penoso, os times paulistas focam no campeonato estadual

O Brasileirão de 2013 pode ficar na memória dos grandes times paulistas como o campeonato para se esquecer. Parece contraditório? A melhor colocada das equipes paulistas foi o Santos, que, sem Neymar, ficou em 7º lugar. O São Paulo, que passou parte do Brasileirão lutando contra o rebaixamento, acabou até bem, na 9ª posição. Já o Corinthians, que chegou como um dos grandes favoritos, se despediu com um decepcionante 10º lugar – o pior colocado dos grandes times paulistas.

O Palmeiras, por sua vez, fez o que era esperado e sagrou-se campeão da Série B do Campeonato Brasileiro, voltando à elite em 2014. O troféu de campeão ficou com o Cruzeiro, de Minas Gerais.

Porém, foi a Portuguesa, no entanto, que amargou o pior final de ano entre os times da capital paulista. Após escapar da segunda divisão e ver dois grandes cariocas – Fluminense e Vasco – caírem, foi julgada por ter escalado um jogador suspenso para a última partida e punida com a perda de 4 pontos, o que a colocou na Série B no lugar do Flu – em uma decisão que ainda está correndo na Justiça.

Uma derrota fora dos campos que manchou um campeonato que já não havia terminado bem – com uma briga generalizada entre as torcidas do Vasco e do Atlético Paranaense na última rodada, na Arena Joinville, em Santa Catarina, que resultou em imagens fortes e vergonhosas para o país que se prepara para receber a Copa do Mundo.

Por causa da má campanha dos times paulistas no ano passado, 2014 começa de modo muito diferente do que eles estão acostumados. Pela primeira vez em 15 anos, o estado não terá nenhum representante na principal competição do semestre: a Libertadores da América. Desde 2002, pelo menos dois grandes times paulistas carimbavam seus passaportes e viajavam em busca do troféu e da passagem para o Mundial de Clubes da Fifa.

Sem ter de se preocupar com a Libertadores, o Campeonato Paulista deixa de ser o coadjuvante do semestre – uma espécie de extensão da pré-temporada de treinamento – e passa a ser a principal competição dos times paulistas. Por isso, talvez tenhamos a competição estadual mais emocionante dos últimos anos, com as equipes completas e focadas.

O Corinthians começa o ano com técnico novo, já que Tite deixou a equipe no final da temporada do ano passado. Mano volta ao comando do time – do qual se retirou em 2010 para treinar a seleção brasileira – e dá a Pato outra chance para se destacar. Enquanto isso, o Palmeiras contratou o zagueiro Lúcio, que, apesar de ter vestido a camisa do rival São Paulo, ficou afastado por indisciplina durante todo o segundo semestre de 2013. Leandro Damião, que ainda luta por uma vaga na seleção brasileira comandada por Felipão, foi para o Santos, em uma das maiores contratações da temporada.

Os primeiros meses do ano provavelmente serão de interminável espera para o começo do maior evento esportivo do ano, a Copa, é claro. Mas, com o Campeonato Paulista em evidência, talvez ainda haja esperança para que os torcedores tenham alguma emoção antes do apito inicial do Mundial.

Escrito por Cecília Gianesi
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Os filmes da semana – 01/12/2016

Ceia de Natal da Casa Santa Luzia

Rodízio de brigadeiro