Lollapalooza 2013

29 Mar 2013-31 Mar 2013

Danny Clinch/ Divulgação
O The Black Keys vai apresentar o novo álbum no festival

Este evento terminou


Pronto para uma festa de três dias? Após estrear com sucesso no ano passado, a versão paulistana do Lollapalooza, festival americano de 22 anos, volta ao Jockey Club – agora com um dia a mais. Quatro palcos recebem mais de 50 nomes da música brasileira e internacional, desde bandas proeminentes, como Queens of the Stone Age (sábado, 30/3, 18h45) até o trabalho de DJs brasileiros, como Bruno Barudi, que abre o festival (sexta-feira, 29/3, 12h).

Pouco depois da abertura, na tarde de sexta, a obscura dupla canadense de música eletrônica Crystal Castles promove o disco III. É provável que o show deles siga sua tradição de alta tensão, apesar da nova direção da banda, mais sutil e um tanto menos abrasiva. Fechando a primeira noite, The Killers (leia nossa entrevista aqui) traz o seu rock majestoso a São Paulo pela terceira vez.

A tarde de sábado recebe uma pancada metal poderosa de um elenco que tem o vocalista do Faith No More, Mike Patton, e integrantes das bandas Helmet, The Jesus Lizard e The Melvins, tocando no inclassificável supergrupo Tomahawk. O recém-lançado disco Oddfellows flerta com o jazz de filmes de espionagem e o rock progressivo, mas os roqueiros veteranos têm uma tendência para força, riffs pesados e texturas quentes criadas por mudanças inesperadas de ritmo.

Depois deles, o Franz Ferdinand volta à cidade pela quinta vez. Espera-se que o show seja menos tumultuado que o do ano passado, quando a performance do grupo no Festival Cultura Inglesa foi estragada pela polícia, que jogou gás lacrimogêneo na multidão. O problema começou quando o evento atingiu sua lotação máxima e muita gente ficou do lado de fora. Assim como o Franz Ferdinand, o destaque da segunda noite, The Black Keys, faz aqui o lançamento adiantado de seu novo álbum. Isso talvez seja bom, pois a dupla de rock meio blues de garagem precisa arriscar mais e provavelmente tentará se distanciar de El Camino, álbum vencedor do Grammy em 2011.

O último dia é marcado pelo rock de garagem, com um solavanco de fim de tarde proporcionado pelos suecos do The Hives – muito adorados pelo seu rock‘n’roll rápido. Famosa pelas apresentações frenéticas e com participação obrigatória do público, exigida pelo líder Howlin’ Pelle Almqvist, a banda deve sugar as últimas energias da maior parte do público. Mas, para quem pretende ficar firmeaté o final, a banda britânica de disco eletrônica Hot Chip tocará faixas dançantes e nerds como ‘Ready for the Floor’e ‘I Feel Better’, antes que o festival se encerre com o Pearl Jam. O quinteto não lança um disco de estúdio desde Backspacer, de 2009, mas, como a banda é reverenciada pela força da seleção imprevisível de músicas em seus shows, deve conferir um encerramento à altura de um fim de semana tão monumental. 

  • Side shows 

Paralelamente à maratona musical no Jockey Club, acontecem os ‘side shows’, uma tradição dos festivais Lollapalooza. Quem perdeu uma apresentação ou quer um repeteco poderá ver DJ Mix hell e Hot Chip em 29/3, of Monsters and Men em 30/3, e Alabama Shakes em 31/3, no Cine Joia. Os shows acontecem à 0h30 e custam de R$ 75 a R$ 150.

Escrito por CM Gorey

Serviço

Jockey Club de São Paulo
Endereço Av. Lineu de Paula Machado, 1.263

Pinheiros, São Paulo

Estações próximas Butantã

Telefone 2161-8300

Preço R$ 350 (um dia) e R$ 990 (três dias)

Data 29 Mar 2013-31 Mar 2013

Horário de abertura 12h-23h

Site de Lollapalooza 2013

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.