Time Out São Paulo

Festival Sesc de Música da Câmara

Festival Sesc de Música da Câmara

Preço Os eventos possuem preços diferentes. Confira na programação.

Data 29 Nov-04 Dez

Horário de abertura Os eventos possuem horários diferentes. Confira na programação.

Buy tickets for Festival Sesc de Música da Câmara

A 2ª edição do festival traz 12 conjuntos – sete internacionais e cinco nacionais –que apresentarão 50 concertos, a grande maioria inéditos, em 10 unidades do Sesc espalhadas pelo estado. Na cidade, no Bom Retiro, Consolação, Santana e Vila Mariana. Além da Igreja da Boa Morte, no Centro de São Paulo. O evento se divide em quatro eixos: 'Música Antiga', 'Formações Clássicas', 'Piano' e 'Quinteto de Sopros', e, além dos concertos, tem programações infantis, cinco masterclasses, um workshop e um bate papo.

Música Antiga
A partir de meados do século 20 criou-se a preocupação de mostrar ao público o repertório de séculos passados de uma forma que recuperasse ao máximo o modo original como essas peças eram tocadas. Tal preocupação deu origem ao movimento da música antiga, ou “música historicamente informada”. Quatro grupos farão programas dedicados à música antiga. São eles: L’Arpeggiata, referência no cenário musical internacional, o grupo redimensiona as fronteiras da música antiga com o espetáculo 'Mediterrâneo'; Pera Ensemble, formado por músicos turcos que tocam instrumentos tradicionais e por europeus de formação clássica; Coral Jovem do Estado de São Paulo; e Vox Luminis, um dos mais importantes conjuntos vocais da atualidade canta repertório sacro que celebra as festas cristãs do final do ano.

Formações Clássicas
A orquestra de cordas, o trio com piano e o quarteto de cordas estão entre as mais importantes formações da música de câmara, para as quais foram escritas algumas das mais bonitas obras do gênero. Os quatro grupos que contemplam estas formações são: Trio Apassionata, formado por jovens músicos, incluindo o brasileiro Ronaldo Rolim; Trio Apaches, músicos do Reino Unido que apostam em projetos inovadores; Giocoso String Quartet, premiado quarteto austríaco; e Camerata Ilumina, grupo de jovens músicos brasileiros que estão entre os mais destacados do País.

Piano
Não é à toa que o piano, ao lado do violão, é o instrumento no qual se encontra o maior número de artistas de excelência no Brasil, muitos reconhecidos internacionalmente. As raízes dessa tradição datam do tempo do Império, quando era sinal de distinção para uma família possuir o instrumento. O piano toma parte no Festival pelas mãos de quatro brasileiros: Celina Szrvinsk & Miguel Rosselini, um dos mais importantes duos de piano do País; e Duo GisBranco, formado pelas jovens pianistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco, que convidam o violoncelista Jacques Morelenbaum para interpretar dois gigantes de nossa música: Villa-Lobos e Egberto Gismonti

Quinteto de sopros
O quinteto de sopros está para a família dos instrumentos de sopro assim como o quarteto de cordas está para as cordas: trata-se de uma formação fundamental para a qual foram escritas importantes obras camerísticas. O evento traz um quinteto de sopros de formação tradicional, o americano Imani Winds; e um quinteto formado apenas por clarinetes, o brasileiro Sujeito a Guincho.

Confira a programação completa no site sescsp.org.br/programacao.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus