Time Out São Paulo

Samba no Centro

O estilo soa alto na região central, do clássico Bar Brahma até a Praça Roosevelt, passando pela arborizada Dom José Gaspar  

Contemporânea 

Dentre aqueles dedicados ao samba e choro, o dos fundos da Contemporânea, uma das lojas de instrumentos na região central, é um dos mais antigos. Há 48 anos, eles se reúnem nas manhãs de sábado para entoar canções de Pixinguinha, Nelson Alves e Athaulfo Alves, entre outros. Em silêncio, o público acompanha a apresentação acomodado em bancos de madeira, impecavelmente vestido. R. General Osório, 46, Santa Efigênia, 3221-8477. Sáb., 9h30-14h30. Samba no primeiro sábado de cada mês e chorinho nos demais.

Bar Brahma 

No cruzamento das Avenidas Ipiranga e São João – esquina famosa na voz de Caetano Veloso – fica o Bar Brahma. No ano passado, teve shows de Demônios da Garoa, Tobias da Vai-Vai e Elza Soares. O espaço interno, com móveis em madeira escura, cristaleiras antigas e assentos com estofado capitonê tem um charme particular. Mas também é possível se acomodar nas cadeiras sobre a calçada, em uma área protegida por cerca verde. Nas noites de sábado, o intimista anexo Brahminha (com entrada pela Av. Ipiranga, 787) traz Dona Duda Ribeiro, a Embaixadora do Samba Paulista. Av. São João, 677, Centro, 3367-3601. Seg., 17h-últ. cliente; ter. a dom., 11h-últ. cliente. barbrahmasp.com 

Cachaçaria do Rancho

Cachaçaria do Rancho abre às 14h, com porções bem servidas de feijoada (individual, R$ 37) ao som do grupo de pagode Chama Nóis, que ecoa sob as copas das frondosas árvores. Na carta de cachaças, há mil e trezentos selos trazidos de alambiques pequenos do país. Para ficar só nas paulistas, prove a Três Coronéis, a Três Leões e a Catedral (R$ 10, a dose). Pça. Dom José Gaspar, 86, Centro, 3259-7959. Qua. a sex., 18h-23h; sáb., 14h-20h). 

Bar Você Vai se Quiser

Próximo dali, na recém-reformada Praça Roosevelt, você vai encontrar outro polo de resistência do samba, o Bar Você Vai se Quiser, ou Bar da Graça, da sambista Graça Braga, egressa do Samba da Vela. A feijoada começa a ser servida às 13h. Uma pequena (R$ 28) serve duas pessoas e acompanha um copo de caipirinha como aperitivo (forte e servida sem gelo). O som do cavaquinho, dos tambores e do pandeiro pode ser ouvido a partir das 16h e as vozes de Sandoval, Heloisa, e da própria Graça Braga, com sucessos de Candeia, Clara Nunes e sambas-enredo cariocas, animam os clientes que dançam no salão. R. João Guimarães Rosa, 241, Consolação, 3129-4550. Sex., 20h-23h; sáb., 13h (feijoada), 16h-21h (samba).facebook.com/barvocevaisequiser 

Escrito por Márcio Cruz
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Explorando SP

10 lugares para comer empanada em SP

15 programas para fazer com crianças em SP