Música & Cinema: O Casamento do Século?

6 Dez 2015-11 Dez 2015

Keystone/Divulgação
Jean Luc Godard na filmagem de 'One + One', com Mick Jagger e Bill Wyman

Este evento terminou

Depois de ser vista em sua montagem original por mais de 90 mil pessoas entre março e agosto de 2013 em Paris (França), o projeto ocupa o Sesc Pinheiros em formato inédito, que inclui referências aos grandes cineastas brasileiros e abriga uma extensa programação integrada de shows, concertos, projeções, palestras e oficinas.

Dividida em quatro grandes etapas – a música antes da filmagem, durante a filmagem, na pós-produção e no lançamento –, 'Música & Cinema: O Casamento do Século?' abrange dos processos de escrita dos roteiros às estratégias de distribuição das obras pelos grandes estúdios. 

Assinada por Clemence Farrell, a cenografia convida o público a travar contato com quase uma centena de trechos de filmes e trilhas sonoras, testemunhos, entrevistas e clipes, documentos originais como partituras, manuscritos, desenhos, storyboards, instrumentos, pôsteres, fotografias e capas de álbuns.

No início do percurso são narradas curiosidades históricas como a invenção do cronomegaphone – espécie de gramofone acoplado a um projetor que representou, em 1906, os esforços iniciais de gravação e reprodução de imagem e som de forma sincronizada. Já ao final são exibidas seleções de cenas de clássicos de diversos gêneros, como King Kong (1933), O Grande Ditador (1940), Cantando na chuva (1952), Acossado (1960), Era uma vez no oeste (1968) e De olhos bem fechados (1999), entre outros, que exprimem os momentos mais memoráveis da simbiose entre a música e o cinema.

Além disso, a mostra enfatiza as parcerias antológicas formadas entre diretores e compositores. Duplas como Sergio Leone e Ennio Morricone, Federico Fellini e Nino Rota, Tim Burton e Danny Elfman, Spike Lee e Terence Blanchard, Carlos Diegues e Chico Buarque são apresentadas por meio das mais diversas mídias e enriquecidas por episódios de bastidores. O visitante poderá encontrar, por exemplo, um retrato de 1977 de Steven Spielberg (então um jovem cineasta) cochichando no set de gravação com o parceiro John Williams, que mais tarde lhe comporia trilhas para sucessos estrondosos como E. T. - O Extraterrestre e Jurassic Park, assim como notas explicativas que provocam o olhar por trás das câmeras. Uma delas revela que durante as filmagens de Cortina Rasgada (1966) Alfred Hitchcock pôs fim à parceria de doze anos e oito filmes com Bernard Herrmann, interrompendo brutalmente a gravação de sua trilha e repreendendo-o por não ser “pop e atual”.

O público é estimulado ainda a utilizar um estúdio de mixagem que permite a alteração de níveis sonoros e impacta nos diálogos e no som de três trechos de filmes: Nos meus Lábios (Jacques Audiard, 2001, com música de Alexandre Desplat), Inimigo Público Nº 1 – Instinto de Morte (Jean-François Richet, 2008, com música de Marco Beltrami Marcus Trumpp) e Cidade de Deus (Fernando Meirelles, 2002, com música de Antônio Pinto e Ed Côrtes).

Confira a programação integrada à mostra no site sescsp.org.br.

Serviço

SESC Pinheiros


Endereço Rua Paes Leme, 195

Pinheiros, São Paulo

Estações próximas Faria Lima

Telefone 3095-9400

Site de SESC Pinheiros

Preço A exposição é grátis, mas há atividades pagas entre cursos, shows, oficinas e palestras. Verificar na programação.

Data 6 Dez 2015-11 Dez 2015

Horário de abertura Ter. a sex., 10h30-21h30; sáb., 10h30-21h; dom. e feriados, 10h30-18h30.

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.