Casa da Imagem

Espaço expõe fotos que datam de 1860

Sylvia Masini

Guilherme Gaensly, O Fotógrafo Cosmopolita retrata uma São Paulo com praças, edifícios e trilhos de bondes recém-construídos. A mostra está aberta à visitação na Casa da Imagem – um espaço recém-aberto, na Casa Número 1, na região do Pátio do Colégio. Era uma construção de taipa de pilão, erguida no séc XVII, até ser reformada como moradia do Major Benedito Antônio da Silva, em 1870, e tornar-se o sobrado de três andares que se mantém ainda hoje. Posteriormente, foi sede de diversos órgãos ligados à polícia e à prefeitura.

Faz sentido que um lugar que tenha sido parte essencial de São Paulo, por mais de um século, tenha se transformado em um museu dedicado a contar a história da cidade com imagens.

A exposição de Gaensly pode ser a inaugural, mas o lugar, parte da rede Museu da Cidade, da Secretaria de Cultura, possui um acervo de 710 mil imagens que serão revezadas em diferentes exposições, com retratos que mostram as metamorfoses da cidade desde 1860.

Aos interessados, é fácil dar uma espiada nesse acervo: a Casa da Imagem deixa disponível, em uma sala de consulta, computadores que permitem aos visitantes acesso a 120 mil fotos digitalizadas.

Se o clichê de que ‘uma imagem vale mais que mil palavras’ é verdadeiro, esse novo museu pode ter um acervo à altura de contar a rica história de uma riquíssima cidade.


R. Roberto Simonsen, 136-B, Sé, 11 3106-5122. 9h-17h. Até 8/4.

Escrito por Ana Cecília de Paula
 

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.