Time Out São Paulo

12 passeios gratuitos em SP

Aproveite algumas joias da cidade sem gastar um tostão 

Não importa a situação financeira, fazer um passeio gratuito sempre é uma boa ideia. Afinal, quem não gosta de sair da rotina e fugir dos roteiros clichês sem gastar muito? Se a maioria dos lugares que você acha legal é muito caro ou já te cansou, talvez seja a hora de dar uma chance para os passeios gratuitos. Confira aqui nosso roteiro com 10 passeios gratuitos em SP que realmente vale a pena fazer.

Parque da Água Branca
O Parque da Água Branca, que tem a entrada de animais proibida, guarda um pedaço do interior cafeeiro de São Paulo em meio à zona oeste da capital. O local guarda refúgios em meio à cidade e nem parece que se encontra na imensa Avenida Matarazzo – lá é normal encontrar galinhas, cisnes e filhotes de aves andando harmoniosamente em meio aos visitantes. Seja para ler um livro, fazer exercícios ao ar livre, meditar, participar de aulas de yoga ou fazer um piquenique ou almoço em família nas mesas de madeira em meio a árvores e muito verde, a ida ao Parque da Água Branca realmente vale a pena.
Horário de funcionamento: de segunda a domingo, das 05h às 20h.

Galeria Vermelho
Cansado(a) dos mesmos passeios e exposições com filas quilométricas? A Galeria Vermelho é uma alternativa à rigidez dos espaços comerciais dedicados à arte, já que o espaço incentiva novas ideias e discursos desenvolvidos por artistas emergentes e já estabelecidos. Ao todo são três casas no Higienópolis que foram restauradas e formam o ambiente perfeito para quem quer sair da rotina e conhecer lugares novos.
Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 19h; sábados, das 11h às 17h.

Solo Sagrado
O Solo Sagrado é um daqueles passeios que fazem qualquer um se encantar pelas belezas da natureza – sem mencionar que parece que estamos fora de São Paulo. O local foi construído em 1945 para ser um protótipo do Paraíso Terrestre, deixando para a humanidade a base para a construção de um Mundo Ideal. Ao todo são mais de 300 mil metros quadrados com jardins com paisagismo, cachoeiras artificiais, árvores e espaço para caminhada – tudo isso às margens da Represa de Guarapiranga, uma das maiores represas da capital. As visitas ocorrem apenas na 4ª semana do mês e não é preciso fazer agendamento (apenas para grupos acima de 15 pessoas).
Horário de funcionamento: de quinta a domingo, das 7h30 às 15h (apenas na quarta semana do mês).

Pinacoteca do Estado
A Pinacoteca do Estado tem recebido as principais exposições que chegam à cidade, sem contar as mostras permanentes que ocupam os andares superiores do local. Além de ser um passeio obrigatório para todos os paulistanos, a Pinacoteca está localizada em um lugar privilegiado: ao lado da Estação da luz e do Parque da Luz, uma incrível área verde da capital. Para estender o passeio, almoce ou dê uma passadinha na charmosa Cafeteria Flor Café, que possui uma área externa incrível.
Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 17h30 (com permanência até às 18h). Entrada gratuita aos sábados.

Cinemateca Brasileira
O matadouro municipal, de onde saíam toneladas de carne para serem vendidas por toda São Paulo no início do século 20 é hoje o local onde muitas histórias são contadas por meio do cinema. O espaço conhecido como Cinemateca, na Vila Mariana, adaptou as instalações para abrigar salas de projeção, conservação e restauro de filmes. Além disso, é possível fazer um passeio pelo espaço apenas para conhecer ou até mesmo realizar um piquenique, sendo autorizada a entrada de cães de pequeno porte. Para fazer piquenique por lá, você precisa preencher o formulário no site da instituição.
Horário de funcionamento: de segunda a domingo, das 9h às 18h.

Catavento Cultural
O Museu Catavento é um incrível passeio para as crianças e até mesmo para os adultos que gostam de se divertir enquanto aprendem. O Museu de Ciências está localizado no centro da cidade em um edifício construído em 1924, que já abrigou a prefeitura da cidade até 2004. Por lá é possível explorar a Exposição Permanente e outras atividades que acontecem apenas aos finais de semana (mediante a retirada de senha). Dentre as atividades estão o Espaço do Homem na Lua, Fundo do Mar, Ilusão e muitas outras exposições interativas.
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 17h (entrada até às 16h). Aos sábados a entrada é gratuita. Demais dias: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia-entrada).

Memorial da Resistência
O Memorial da Resistência de São Paulo é uma instituição dedicada à preservação de referências das memórias da resistência e repressão políticas do Brasil durante a Ditadura Militar. O local abrigou durante o período de 1940 a 1983 o Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops|sp), uma das polícias políticas mais truculentas do país, principalmente durante o regime militar. Por lá o visitante pode ver a recriação das salas onde presos políticos ficaram por tanto tempo, além de exposições e oficinas que acontecem regularmente.
Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 18h.

Red Bull Station
O Red Bull Station ocupa um edifício de 1926 tombado como patrimônio histórico, onde antigamente funcionava a subestação de energia Riachuelo, desativada em 2004. O prédio reabriu as portas em outubro de 2013 trazendo muita programação musical e cultural gratuita aos paulistanos. São cinco andares que contam com programas permanentes de residências e ocupações, além de uma cafeteria com preços acessíveis, um terraço com fonte luminosa e um estúdio de música.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 11h às 20h; sábado, até às 19h.

CEAGESP
Localizado na zona oeste da capital, a CEAGESP é provavelmente um dos passeios mais gastronômicos da lista, já que o local é recheado de stands de verduras, frutas, peixes e flores. Além dos preços serem bastante atrativos, muitos Festivais Gastronômicos, daqueles que se paga um valor e come à vontade, acontecem por lá. Durante o inverno, o Festival de Sopas é a principal atração. Já no verão, é o Festival de Pescados e Frutos do Mar que chama a atenção.
Horário de funcionamento: quintas e sextas, das 18h às 24h; sábados, das 11h30 às 0h; domingos, das 11h30 às 17h.

Casa Guilherme de Almeida
Inaugurado em março de 1979, o museu-casa abriga o acervo composto de objetos que pertenceram ao poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida, um dos mentores do movimento modernista brasileiro. O acervo é constituído por uma significativa coleção de obras de arte – grande parte desta coleção foi oferecida ao poeta pelos principais artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Emiliano di Cavalcanti. Toda semana acontece algo diferente por lá, além da mostra fixa.
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h.

Biblioteca Mario de Andrade
Fundada em 1925, a Biblioteca Mario de Andrade é a maior biblioteca pública da cidade e a segunda maior biblioteca pública do país. Localizada no centro da cidade, ela foi reinaugurada em 2011 e tornou disponível ao público as áreas de consulta das coleções fixas: Artes, Coleção Geral, Mapoteca e Raros e Especiais. Entre os livros, os frequentadores buscam tranquilidade para estudar, ler ou usar o wi-fi gratuito, disponível desde 2016.
Horário de funcionamento: de segunda a domingo, 24 horas por dia.

Edifício Altino Arantes (Banespão)
Mais conhecido como o prédio do Banespa ou simplesmente Banespão, o Edifício Altino Arantes é um dos símbolos mais famosos de São Paulo. O motivo da sua fama, além de ser um cartão postal da cidade, é a vista que ele proporciona às pessoas que visitam seu mirante: 160 metros acima do chão ou 35 andares. De lá é possível avistar em 360° a região central e as zonas norte e leste da capital, inclusive as torres da Avenida Paulista. O local foi construído com inspiração no Empire State Building de Nova York e guarda em si muita história. Erguido no Centro da capital é possível esticar o passeio e passar por outros locais famosos, como a Rua 25 de Março e a Catedral da Sé.
Horário de visitação: segunda a sexta, das 10h às 15h (exceto feriados).

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Os filmes da semana – 22/06/2017

Os filmes da semana – 08/06/2017

Dia dos Namorados 2017