Time Out São Paulo

Instituto Butantan

Centro de pesquisa especializado em animais venenosos

Instituto Butantan

Preço R$6; estudantes, R$2.50; menores de 7 e maiores de 60 anos, grátis; qui., grátis

Aceita todos os cartões

Horário de abertura 9h-16h30 ter-dom

Avenida Dr. Vital Brasil, 1500, Butantã

Telefone 11 3726-7222

Site de Instituto Butantan

Fundado em 1901 pelo médico e cientista biomédico Vital Brazil, o Instituto Butantan envolveu-se, originalmente, no combate à peste bubônica, antes de se dedicar a sua labuta atual, como centro de pesquisa especializado em animais peçonhentos, responsável pela produção de cerca de 80% dos soros do Brasil. 
Entre os destaques, estão o maior serpentário do país e o Museu Biológico. O primeiro é uma área externa, cercada por paredes de vidro; ali você pode observar diversas serpentes, pítons e cascavéis se aquecendo sob o sol (ou escondidas em seus abrigos), a uma distância segura.
O Museu Biológico abriga uma ampla seleção de cobras nativas e importadas, além de aranhas, escorpiões e peixes. Destacam-se anacondas, uma píton albina de Mianmar, cobras corais de veneno mortal e tarântulas. 
O ambiente é simples, sem muitos recursos tecnológicos e ares de baixo orçamento – mas não se preocupe: esses bichos assustadores estão atrás de substanciais barreiras de vidro. O museu é popular entre as crianças; no Museu Biológico, há painéis coloridos, que remetem ao universo dos quadrinhos, enquanto, na loja de presentes, encontra-se uma seleção de cobras de brinquedo. O macacário, fechado para reforma (sem previsão de abertura), como era de se esperar, também agrada as crianças.
Se o tempo estiver bom, aproveite um passeio no amplo e arborizado terreno em torno do instituto, em meio à flora local e a prédios históricos. Uma parte do museu (o Museu de Rua) está instalada no jardim – consiste em uma alameda com pôsteres, em português e inglês, que conduzem o visitante através dos principais episódios da história do instituto. Também digno de nota, o Museu Histórico preserva vários equipamentos antigos usados na pesquisa e na produção de soro. Já o Museu de Microbiologia combina exposições interativas, microscópios e réplicas que dialogam com o amplo espectro de visitantes. 
Se o fato de tantas crianças baterem no vidro – talvez com força demasiada – o fizer suar frio, tranquilize-se com o fato de que, se uma dessas cobras hollywoodianas escapar, os menos sortudos poderão correr ao hospital do local para uma injeção de soro. Muito conveniente.

6 Dez 2011.

Escrito por Time Out São Paulo editors
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus