Ramona

3
Divulgação


Em uma cidade que se propõe cosmopolita, é lamentável ter de contar nos dedos os lugares abertos até tarde – tipo, 2h da manhã –, e que sirva de boa opção a baladeiros, gente que acabou de sair do cinema ou a quem é naturalmente boêmio.

É aí que reina o Ramona, que tem a seu favor localização, vizinhança e reputação, desde que abriu em julho de 2012. Está certo que, de início, as segundas e terças também funcionavam até as 2h. Mas São Paulo ainda não chegou lá e, nesses dois dias, está perdoado, fecha à 0h. De fato, na primeira vez no restaurante, em uma sexta-feira, esperamos ao menos 30 minutos por uma mesa – situação oposta quando retornei em uma terça-feira solitária, eu e a casa.

Se a lotação atrapalhou a atenção aos detalhes dos garçons – estilosos, sem forçarem a barra com o visual indie –, na segunda visita recebi a jarrinha de água da casa, uma dessas gentilezas que deveria ser mais natural pela cidade.

Talvez por também serem donos da balada Alberta #3, na mesma calçada, a uma casa dali, os coquetéis criativos sejam algo natural – o Bloody Mary (R$ 24) é o nosso preferido e foi destaque na última edição da Time Out São Paulo (quem se abastece no Ramona entra de graça na balada). O cheeseburguer Ramona (R$ 33), com 200g de fraldinha, queijo da canastra, ovo caipira frito, maionese da casa e salada dava água na boca em sua apresentação e sabor. O penne Rigate (R$ 32) valeu apenas pela sensação de ‘conforto’ – nada de mais, nada de menos.

Torça para que, em dias de casa cheia, um dos començais arrisque algumas notas ao piano da entrada. Em uma das visitas, uma pianista tocava baladas animadas, arrancando aplausos, ainda que tímidos – o cuidado do DJ do lugar em desligar o som para não brigar com o piano foi notado, e aprovado.

O Ramona também é um ótimo lugar para ‘loners’. Sente-se em uma das mesas que margeiam as janelas laterais: os cactos cuidadosamente plantados do lado de fora são ótimo ponto de refúgio para olhares perdidos. Os discos de abobrinha grelhados com tomate-pera assado, queijo de cabra e sal de pejo (R$ 17) são bons companheiros de entrada para abrir o apetite. 

Escrito por Evelin Fomin

Mais sobre Ramona

Ramona
Endereço Av. São Luís, 282

República, São Paulo

Telefone 3258-6385

Site de Ramona

Preço Prato principal, R$ 32-R$ 49; almoço, R$ 29-R$ 35.

Horário de abertura Seg. e ter., 12h-0h; qua. a sáb.,12h-2h.

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.