Peixaria Bar e Venda

O sabor do litoral chega fresco à cidade

Catherine Balston
Peixaria Bar e Venda

O peixe é o primo que mora longe na cultura gastronômica de São Paulo. Tirando o sushi, temos a impressão de que os frutos do mar costumam ser mais consumidos em restaurantes do litoral do que da cidade. Mas o Peixaria traz um pouco da cultura praiana ao coração de São Paulo. A fórmula que mistura peixaria e restaurante ainda gera filas de uma hora no almoço após quase um ano de funcionamento.

Cadeiras de praia, boias cor de laranja, cestas de frutas e verduras frescas, e lampadinhas presas a redes de pesca enfeitam o espaço peculiar e colorido – que tem características de barraca de praia, choupana de pescador e mercearia rural. Os grupos de clientes são escoltados às mesas na calçada, ou a um dos dois mezaninos do restaurante. Sobre um deles reina uma vigorosa e velha árvore, que cresceu através do teto de vidro. No salão principal, olhe para cima para ficar cara a cara com um peixe gigante de plástico, pendurado no teto como se tivesse saído dos cenários do filme Tubarão.

O menu é extenso e abriga todos os pescados favoritos no Brasil, isto é, moqueca de peixe (R$ 48), camarão na moranga (R$ 24,90) e afins –, além de clássicos estrangeiros como a paella (R$ 48). Peça algumas caipirinhas (R$ 14), que vêm em jarras de vidro, recoste-se e não tenha pressa. A comida está longe de ser cinco estrelas, então, prepare-se para um almoço tranquilo de fim de semana e não para um banquete gourmet.

Catherine Balston
Lula frita no Peixaria

Optamos por entradas fritas – bolinho de polvo (R$ 28) e pastéis de siri (R$ 26) – que estavam bem recheadas, embora um pouco gordurosas. Da churrasqueira a carvão, montada numa canoa de cabeça para baixo, saem peixes e frutos do mar grelhados. Provamos a meca (R$ 32), um filé encorpado e saboroso, servido com feijão preto, vinagrete e farofa – a meca faz parte de uma seleção de peixes gigantes de água doce, que inclui também o pirarucu. Ela está presente também no grelhado misto Chapa Andaluzia (R$ 68), que vem ainda com camarão, polvo, mexilhões e lagostins, que, infelizmente, estavam crus.

O café (R$ 5,50) encerra a refeição com um diferencial, pois é feito à moda antiga (com coadores individuais em canecas de lata), e servido com bolo e raspas de rapadura, para quem gosta de algo bem doce.

Escrito por Catherine Balston

Mais sobre Peixaria Bar e Venda

Endereço Rua Inácio Pereira da Rocha, 112

Vila Madalena, São Paulo

Telefone 2589-3963

Preço Pratos principais: R$ 24,90-R$ 95.

Horário de abertura Ter. a sex., 18h-1h; sáb., 12h-1h; dom., 12h-20h.

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.