Time Out São Paulo

Mimo

Divirta-se nesse restaurante com menu excêntrico.

Mimo

Preço Pratos principais, R$ 31-R$ 61,50; almoço, R$ 33-R$ 36,80; couvert, R$ 9-R$ 12.

Horário de abertura Seg., 12h-15h; ter. a qui., 12h-15h e 19h30-23h; sex., 12h-15h e 19h30-0h; sáb., 12h30-16h e 19h30-0h; dom., 12h30-16h.

Rua Caconde, 118, Jardim Paulista

Telefone 3052-2517

Site de Mimo

O interior clínico e todo branco do Mimo lembra um laboratório. Não é uma má analogia para esse restaurante inaugurado há um ano nos Jardins. Cada prato do menu excêntrico é descrito com apenas uma lista dos ingredientes, provocando o mesmo tipo de curiosidade – se você tiver interesse por essas coisas – que instruções para um experimento de química, que nos faz imaginar o tamanho da explosão quando os componentes forem misturados.

As artimanhas tecnológicas da gastronomia contemporânea também estão presentes, em gelatinas, espumas e sous-vide (método de cozimento a vácuo) que dão um toque divertido sem se tornarem a essência dos pratos.

O espaço é comprido e estreito, com casais bem vestidos sentados lado a lado ao longo da parede de frente para o balcão, enquanto grupos maiores animam o ambiente nos fundos. Assim que seus olhos se acostumam com o branco penetrante, pequenos detalhes chamam a atenção – o acabamento de cobre do balcão e a grande porta de entrada; os delicados arranjos de flores; e a árvore magnífica envolta em vidro.

O couvert não nos foi oferecido, mas engolimos muito felizes o amuse-bouche de cortesia – um potinho de sopa de legumes temperada à perfeição. Como entrada, ‘Lagosta. Burrata. Erva-Doce. Mimosa.’ (R$ 39) é uma mistura interessante de texturas e sabores, com os ingredientes apresentados de maneira atraente em uma peça de ardósia: pedaços de queijo burrata, fatias de laranja fresca e erva-doce, tiras de lagosta e – a única decepção do prato – cubos de geleia de mimosa (drinque de laranja e vinho frisante), que não estava nem macia nem espumante, e sim densa e granulada.

Já o ‘Purê de Mandioquinha. Pato. Foie Gras. Cogumelos.’ traz o purê, o pato desfiado e os cogumelos em camadas, em um arranjo gostoso e reconfortante, mas aparentemente desprovido de foie gras.

Os pratos principais estavam menos divertidos, mas bons: um tenro filé mignon, com brioche torrado, brotos de aspargo, casquinhas torradas de presunto curado, folhas verdes e um ‘ovo perfeito’ – ovo poché cozido à perfeição durante 45 minutos (R$ 46,50); e costeletas de cordeiro (um pouco secas) servidas com um toque árabe de zaatar, coalhada, tahini e molho de hortelã (R$ 61,50).

As sobremesas encerraram a refeição em grande estilo: um suflê de chocolate com camadas quentes e coberto com sorvete de cardamomo e uma espuma fofa e salgada de caramelo (R$ 17); e uma salada de frutas e legumes (R$ 17) com pedacinhos de cenoura, pepino, manga, kiwi e morango, salpicada com manjericão e salsinha e, no topo, uma bola de sorbet de maracujá, tudo isso nadando em um consommé de melão despejado com graça na mesa.  

Escrito por Catherine Balston
Compartilhe

Mapa


     Se o mapa ou detalhes deste estabelecimento estão incorretos, entre em contato

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus