CIRCOS - Festival Internacional Sesc de Circo

Miky Calero/Divulgação
'Acelere!'
O espetáculo colombiano 'Acelere!'

Quando falamos sobre circo logo vem à mente as cores, as luzes, a música e a alegria que seus artistas trazem para os lugares em que ele chega. O que nem sempre está associada a essa lembrança é a movimentação que o circo desenvolve, desde o diálogo entre artistas e público até as relações políticas e econômicas com a cidade.

Em sua 3ª edição, o CIRCOS - Festival Internacional Sesc de Circo ocupa 15 unidades do Sesc na Grande São Paulo com uma programação majoritariamente inédita no Brasil. Das internacionais, 13 companhias e seus espetáculos pisam por aqui pela primeira vez: Acelere! (Colômbia), Cherepaka (Canadá), Clockwork (Suécia), Confusion (Suíça), Pals (Espanha), Última Aduela (Portugal), Extreme Symbiosis (Suécia), Circonferences (França), Pelat (Espanha), Barlovento (Argentina), B-Orders (Palestina), Braquemard#1 (França) e Underart (Suécia).

Em 2015 serão 105 sessões de 28 espetáculos (13 nacionais e 15 internacionais), provenientes de 10 países, além do Brasil. "O Circo possui uma tradição milenar, que reside na memória de muitos indivíduos. Assim, o Circos - Festival Internacional Sesc de Circo atua como porto e viagem, que nos guia por mapas afetivos e colabora para enriquecer nossos caminhos culturais", explica Danilo Santos de Miranda, Diretor Regional do Sesc São Paulo. 

Entre os locais que recebem o evento estão as unidades: Belenzinho, Bom Retiro, Campo Limpo, Carmo, Centro de Pesquisa e Formação, Consolação, Interlagos, Itaquera, Osasco, Pinheiros, Pompeia, Santana, Santo Amaro, Santo André e Vila Mariana. O espetáculo inaugural será o colombiano Acelere!, no Sesc Pinheiros.

Além dos espetáculos, quatro companhias promovem intervenções. Ritual das Esferas (Uruguai/ Brasil) é encenado pela dupla Jorge Ribero, que manipula esferas de acrílico, e Zuza Magalhães, responsável pelo toque do didgeridoo, instrumento de sopro dos aborígenes australianos. O Coletivo Caldeira (SP) apresenta o Circo del Mondo, uma intervenção que convida o público a celebrar os caminhos do circo. Tinta em Movimento, hispano-brasileira, propõe um olhar à arte por meio do live painting, pintura ao vivo realizada por Bárbara Francesquine com movimento dos bambolês. A última intervenção é do malabarista Lumineiro, o Tudo se Encaixa (MG).

Outra grande atração do CIRCOS em 2015 são as atividades formativas. Enquanto em 2014 foram apenas seis, neste ano o numero debates, workshops e encontros subiu para 15. As atividades contribuem para a profissionalização dos artistas circenses e fomenta a criação de novos espetáculos. 

Confira a programação completa do festival no site sescsp.org.br/circos.

Serviço

Preço Os preços variam de acordo com as atrações e eventos. Confira as informações no programação do festival.

Horário de abertura Confira os horários das atrações e eventos na programação.

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus
 

© 2011 - 2016 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.