Time Out São Paulo

Respirar é preciso

Com direção de Márcio Abreu, a montagem reestreia no dia 2 para três apresentações na sede da Companhia do Feijão

Destaque de público e crítica na última edição do maior festival de teatro do país - o Festival de Curitiba - Oxigênio coloca em cena dois jovens narradores que, juntos, falam sobre uma mulher assassinada pelo próprio marido em uma cidade do interior da Rússia.

Com direção de Márcio Abreu, a montagem reestreia no dia 2 para três apresentações na sede da Companhia do Feijão. O texto é de Ivan Viripaev, autor contemporâneo russo nascido na Sibéria, até então inédito no Brasil.

A peça ganha potência conforme os intérpretes deixam de ser narradores e passam a encarnar os personagens da históoria que estão contando. Essa transiçào acontece várias vezes durante o espetáculo, que pega embalo também com o acompanhamento musical de Gabriel Schwartz e Vadeco. O jogo de cena se amplifica em um trabalho corporal que se aproxima da dança, Cada passo, tombo e gesto parecem pertencer a uma partitura coreográfica.

O balé, de repente, se transforma em um show de rock, e, depois, um desfile de moda. A sucessão de imagens dá novos significados a uma narrativa maleável, que se ramifica em metáforas. Como no título.

Sede da Cia do Feijão - R. Teodoro Baima, 68, República, 11 3259-9086. 2 e 3, 21h e às 23h; dia 4, 19h. R$ 20. 100 min. 14 anos.

Escrito por Gustavo Fioratti
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Carnaval de rua em SP

20 shows gratuitos no aniversário de SP

Novidades no Jamie´s Italian