Time Out Viagem

Onde Comer

Casa Cruz

Uriarte 1658 (4833 1112/www.casa-cruz.com). Ônibus 33, 55, 111. Aberto 2ª a sáb., 20h30. Prato principal AR$26-$45. Cc AmEx, MC, V

Esqueça Nárnia e as Mil e Uma Noites. As imponentes portas de bronze abrem caminho para um ambiente de fantasia – o mundo mágico da Casa Cruz, o mais ousado e criativo empreendimento gastronômico a chegar à cidade desde... bem, desde sempre. Fique um pouco no elegante bar oval da entrada, recostando-se no enorme sofá e bebericando um Martini sublime. Em seguida, deslize (aqui não se caminha – é um lugar de gente de classe) pela área do restaurante, amplo, com iluminação suave e lambris em tons avermelhados de sequóia, onde uma imponente estante do chão ao teto serve de vitrine para as principais vinícolas argentinas. Com a ajuda do solícito sommelier e dos garçons, deleite-se com o que o chef e sócio, Germán Martitegui, chama de “culinária argentina urbana moderna”. Para os que estão sem fome ou chegaram tarde, o bar é um lugar animado, freqüentado por celebridades locais e turistas.


Café San Juan

San Juan 450 (4300 1112). Metrô C, San Juan/ Ônibus 10, 24, 28, 29, 86. Aberto 3ª a dom., 12h/16h, 19h30. Prato principal AR$13-$22. Não aceita cartão

Nem o lugar nem a fachada inspiram muito – é isso que torna este restaurante familiar tão interessante. Os vegetais são escolhidos a dedo e as carnes, desossadas na sua frente. O melhor é escolher tapas (porções) – o presunto defumado com tomate e o salmão defumado são as melhores – e um dos pratos da estação, que dão para dois.


Cumaná

Rodriguez Peña 1149 (4813 9207). Ônibus 10, 37, 39, 101, 124, 152. Aberto diariamente, 12h/1h. Prato principal AR$5-$13. Não aceita cartão

O Cumaná é o tipo de restaurante que dá fome só de entrar, mesmo que você só queira usar o banheiro. Não deixe de sucumbir aos aromas. Instale-se em uma das mesas rústicas e peça um locro (consistente cozido argentino) acompanhado de empanadas. A comida chega fumegante, saída diretamente do horno al barro – forno de barro do norte da Argentina –, o que torna a rusticidade da casa imbatível.


Ar Galletto

Piazza Farnese 102 (06 686 1714). Ônibus 30, 40, 46, 62, 63, 64, 70, 81, 87, 492, 628, 780, H/bonde 8. Refeições 2ª a sáb., 12h15-15h, 19h30-23h. Fecha 10 dias ago. Preço médio €32. Cc AmEx, DC, MC, V

Você não precisa pagar os altos preços cobrados pelos outros restaurantes daqui para ter uma vista privilegiada da piazza Farnese. Mais simples que a concorrência e romano até a medula, o Ar Galletto tem mesas ao ar livre no verão. A comida é totalmente tradicional, mas pratos como penne all'arrabbiata e spaghetti alle vongole são saborosos e, pela localização, têm ótimo preço.


Club Eros

Uriarte 1609 (4832 1313). Ônibus 39, 55, 111. Aberto diariamente, 12h. Prato principal AR$6- $10. Não aceita cartão

A não ser que você se excite com garçons lacônicos, vestindo smokings surrados e servindo frituras em um ambiente cheirando a restaurante de centro de cidade dos anos 1970, o nome – Club Eros – tem pouco a ver com o lugar (anexo a quadras cobertas para a prática de esportes). Então por que esta cantina está sempre lotada no almoço e no jantar? É a economia. Por cerca de AR$6, você come filé com batata frita e bebe um copo cheio (e com fragmentos de rolha) de Vasco Viejo, o vinho de mesa mais popular da Argentina.


Azema Exotic Bistró

Angel Carranza 1875 (4774 4191). Ônibus 39, 93, 111, 161. Aberto 2ª a sáb., 20h. Pratos principais AR$18- $30. Cc AmEx, DC, MC, V

Paul Jean Azema passou 15 anos vagando pelo Extremo Oriente e outros dez juntando suas economias. Mas, assim que abriu seu próprio restaurante, fez sucesso imediato. Sua presença é forte: fotos dele decoram desde o nome do local até o toalete masculino. Mas é na cozinha, preparando e servindo deliciosos pratos da culinária tailandesa, massas e um peixe com curry divino, que ele é mais respeitado. Os vinhos foram escolhidos a dedo, com muitos brancos que complementam as especiarias. Sofisticado e colorido, o Azema é elegante por natureza e altamente recomendado.


Cabaña las Lilas

Alicia Moreau de Justo 516, Dique 4 (4313 1336/www.laslilas.com.ar). Metrô B, LN Alem/ Ônibus 62, 93, 130, 152. Aberto diariamente, 12h/15h30 e 19h30/0h . Prato principal AR$35-$55. Cc AmEx, V

Comer uma carne no Cabaña las Lilas é um pouco como tomar um chá no Ritz. Você sabe que é lugar de turista e que pagará caro por isso, mas ainda assim fica feliz por ter vindo. A localização, nos armazéns do Porto Madero, ajuda, assim como o serviço exemplar e a extensa carta de vinhos. Mas o que realmente conta é a carne. Cada costeleta, cada pedaço de lombo e cada chorizo é proveniente de uma das estancias da empresa, onde pasta seu gado de raça premiado. O que acaba no seu prato, seja de qualquer parte do boi, vem como você pediu e inesquecivelmente tenro. A conta também será memorável, reflexo do status do restaurante como paraíso de turistas e executivos. Cinqüenta pesos por um bife de chorizo (bife de contrafilé), enquanto extorsivo para os padrões da cidade, é visto como ninharia num relatório de despesas ou uma fatura de cartão de crédito internacional.


La Cabrera

Cabrera 5099 (4831 7002). Ônibus 39, 55. Aberto 2ª, 20h/1h; 3ª a dom., 12h30/16h, 20h. Prato principal AR$22-$28. Cc AmEx, DC, MC, V

Apesar de ficar em Palermo Viejo, esta versão moderninha da tradicional parrilla ainda não sucumbiu a este pretensioso bairro. Instalada em um casarão que antes era um armazém, serve porções fartas de carne grelhada temperada com alecrim ou sálvia. Pouco convencionais, mas extremamente naturais, o queijo de cabra e as amêndoas tostadas são ótimos acompanhamentos. As mesas do lado de fora acrescentam charme, e o La Cabrera Norte, há poucos metros daqui, ajudou a diminuir as filas.


El Preferido de Palermo

Guatemala 4801 (4774 6585). Ônibus 39, 55, 111. Aberto 2ª a sáb., 8h/23h30. Prato principal AR$8- $80. Cc AmEx, DC, MC, V

O centenário almacén (mercearia), que parece saído de uma história de Jorge Luis Borges, ocupa uma esquina do quarteirão onde o escritor cresceu. Nas mãos da mesma família desde 1952 e transformado em restaurante espanhol, seu velho bar é decorado com brasões das regiões da Espanha. El Preferido é um dos últimos de uma espécie em extinção. Experimente as delícias da cozinha tradicional asturiana, como a paella e, aos domingos, a fabada (guisado de morcela, lingüiça, bacon, feijão e presunto Parma).

Escrito por Time Out Viagem editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

7 cidades próximas a SP para curtir a dois

5 destinos para quem quer relaxar

Cruzeiros Game Of Thrones